Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Balanço | 21/03/2014 | 16h59

Volvo Cars reverte prejuízo e volta a lucrar em 2013

Lucro líquido fechou em € 108,2 milhões contra perdas de € 61,1 milhões em 2012

REDAÇÃO AB

Após registrar um prejuízo equivalente a € 61,1 milhões em 2012, a Volvo Cars reverte o cenário e retorna ao azul em 2013: a montadora anotou lucro líquido de € 108,2 milhões no ano passado após a adoção de uma forte política de redução de custos e recuperação das vendas no segundo semestre, informa a companhia em comunicado divulgado na sexta-feira, 21.

Considerando o câmbio desta data, o lucro operacional fechou em € 216,3 milhões, quase trinta vezes o valor obtido no ano anterior, de € 7,44 milhões. A margem operacional ficou em 1,6% em 2013 contra 0,1% de 2012. Já a receita teve queda de 1,9%, passando de € 14,03 milhões em 2012 para € 13,77 milhões em 2013.

Em todo o ano passado, as vendas da marca controlada pelo grupo chinês Zhejiang Geely subiram 1,4% na comparação com 2012, para 427,8 mil unidades.

“Este lucro anual representa uma reviravolta significativa em comparação com o resultado dos primeiros seis meses de 2013. Além de um bom desempenho de vendas no segundo semestre, o nosso foco no custo tem sido um fator essencial para o retorno à lucratividade”, comenta em nota o presidente e CEO da Volvo Cars, Håkan Samuelsson.

Diferente da primeira metade do ano, com dificuldades mais acentuadas na Europa e Estados Unidos, a empresa viu uma reviravolta nas vendas no segundo semestre, impulsionada pelo crescimento na China, onde iniciou na fábrica de Chengdu em novembro passado a produção em série do S60L, uma versão do sedã S60 dedicada ao mercado chinês. Além disso, na segunda metade do ano se concentraram os principais lançamentos, tanto os de modelos novos quanto os das atualizações.

CRESCIMENTO EM TODOS OS MERCADOS

A Volvo Cars está apostando em crescimento das vendas nos principais mercados, especialmente na China, onde os negócios subiram 45,6% no ano passado, para 61,1 mil unidades. Também há boas expectativas para os Estados Unidos, apesar das vendas terem caído 10,1%, para 61,2 mil unidades em 2013, quase metade do que eram há uma década. Em resposta a este resultado, a Volvo substituiu a gestão na América do Norte e espera que modelos existentes e o lançamento do V60 Sports Wagon reanimem as vendas naquele país. O presidente da companhia acrescentou que uma forte line-up incluirá o novo XC90 SUV, além da duplicação de seus investimentos em marketing, que irão de alguma forma, entusiasmar o mercado.

“Precisamos voltar aos patamares acima de 100 mil carros o mais rápido possível (nos Estados Unidos), mas provavelmente teremos que esperar um par de anos, até 2016, antes de conseguirmos isso” e acrescentou: “Pela primeira vez em muitos anos nós temos perspectivas realmente positivas para todos os nossos principais mercados”, disse o CEO, apontando para uma modesta elevação na Europa.

Para 2014, a montadora aponta para aumento de até 5% de suas vendas globais.



Tags: Volvo, balanço, lucro, receita, vendas, Håkan Samuelsson.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência