Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Audi planeja investir € 22 bi até 2018

Balanço | 12/03/2014 | 11h05

Audi planeja investir € 22 bi até 2018

Objetivo é vender 2 milhões de carros/ano e liderar mercado premium

PEDRO KUTNEY, AB | De Ingolstadt (Alemanha)

A Audi apresentou os resultados de 2013 com a superação da meta de vender 1,5 milhão de veículos globalmente, número que foi atingido dois anos antes do previsto. Agora o objetivo é outro: chegar a 2 milhões de unidades/ano até a virada desta década e liderar o mercado mundial de carros premium. Para isso, no entanto, o preço a pagar é alto: a empresa do Grupo Volkswagen aprovou o maior programa de investimento de sua história, com aplicação de € 22 bilhões nos próximos cinco anos, até 2018, para aumentar capacidade de produção, construir novas plantas, desenvolver produtos e agregar neles grande quantidade de tecnologia.

Apresentado à imprensa internacional na terça-feira, 11, o balanço do Grupo Audi em 2013 continua a mostrar resultados financeiros sólidos, mas reflete a estratégia de incremento dos investimentos. O aumento das vendas em 2013, de 8,3% da marca Audi, com 1,57 milhão de unidades entregues globalmente, trouxe faturamento de quase € 50 bilhões, 2,3% maior do que em 2012. Mas o lucro líquido de € 4 bilhões foi 7,7% menor no ano passado. Em parte, os ganhos foram prejudicados por variações cambiais desfavoráveis. O grupo também detém o controle de três ícones italianos do mundo automotivo: a fábrica de superesportivos Lamborghini, o fabricante de motos Ducati e o escritório de design Giugiaro Italdesign.

“Em adição à competição mais intensa em todo o mundo, a evolução de nossos ganhos reflete os esforços para sistematicamente preparar o Grupo Audi para o crescimento global e atender os requerimentos do futuro. Consequentemente, os gastos que fizemos em 2013 para garantir o futuro tiveram o maior impacto negativo no lucro”, afirma Axel Strotbek, vice-presidente financeiro e membro do conselho de administração do Grupo Audi. “Um dos focos desses investimentos foi na expansão de nossa capacidade de produção internacional. Ampliamos a planta de Györ, na Hungria, hoje uma fábrica completa. E com a nova unidade do México estamos fortalecendo nossa posição na América do Norte, com a fabricação do Q5 a partir de 2016. No ano passado, também trabalhamos duro no desenvolvimento de produtos e novas tecnologias”, elencou o executivo.

Mesmo com lucro menor, a Audi segue sendo uma das fabricantes de veículos mais lucrativas do mundo: “Em 2013 atingimos retorno operacional sobre vendas de 10,1%. Isso significa que a despeito de numerosos desafios, nossa margem ficou até levemente acima de nossa meta de 8% a 10%”, destacou Strotbek. Ele também ressaltou que o retorno sobre investimentos da companhia registrou o expressivo potencial de 26,4%.

Apesar dos altos investimentos, com gasto de capital de € 3,6 bilhões, 10% mais do que em 2012, o caixa da empresa terminou 2013 preservado, com posição líquida positiva de € 3,2 bilhões, cifra 11% maior do que a registrada em 2012. “Financiamos com nossos próprios recursos os investimentos em expansão das plantas internacionais e em novos modelos e tecnologias”, ressalta Strotbek.

Para 2014, a expectativa é de crescimento contínuo das vendas e faturamento acima de € 50 bilhões pela primeira vez na história da companhia. Cerca de 70% dos investimentos serão direcionados a à modernização e expansão da linha de produtos. Os 40 mil engenheiros de desenvolvimento que hoje trabalham na Audi direcionam seus esforços para aumentar o portfólio dos atuais 50 modelos e versões para 60 até 2020. Apenas este ano serão lançados 17 modelos e derivados. Com a adição de Brasil e México no mapa mundial de produção da Audi, o número de plantas passará de 10 para 12.



Tags: Audi, investimento, balanço, resultado, lucro.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência