Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Tecnologia | 24/02/2014 | 16h40

O pesado mais econômico do mundo

Criado em parceria entre Cummins e Peterbilt, faz 4,54 km/l

REDAÇÃO AB

Diante de política de redução do consumo de combustível nos Estados Unidos, as americanas Cummins e Peterbilt, fabricantes de motores diesel e de caminhões, respectivamente, desenvolveram o “SuperTruck”, hoje o caminhão pesado mais econômico do mundo, capaz de rodar até 10,7 mpg, o equivalente a 4,54 km com um litro de diesel.

O caminhão Peterbilt (uma das marcas do grupo Paccar) escolhido para os testes foi o cavalo mecânico pesado 579, equipado com um motor Cummins ISX15 desenvolvido com várias melhorias. A marca de consumo sem precedentes em veículos desse foi alcançada durante testes no fim de dezembro entre as cidades de Denton e Vernon, no Texas. O caminhão, lastreado com 29 toneladas, a uma velocidade média de pouco mais de 100 km/h, percorreu cerca de 500 km, exatamente a mesma distância que havia feito há dois anos, mas então com média de 2,3 km/l.

O projeto é fruto de iniciativa público-privada para estimular a inovação na indústria norte-americana de veículos comerciais, com apoio de agências do governo, laboratórios e universidades, além do Departamento de Energia dos EUA (DOE). Em quatro anos, foram investidos US$ 38,8 milhões no programa, que deve chegar ao fim este ano.

Bons resultados foram conquistados desde 2009, quando tudo começou. De acordo com os cálculos das empresas, as melhorias realizadas no SuperTruck desde então permitiram atingir ganho de 75% de economia de combustível, além de redução de 43% nas emissões de gases de efeito estufa. Na prática, o resultado representa economia com combustível de US$ 27 mil por ano.

Em comunicado, a Cummins explica que o motor ISX15 converte o calor do escape em potência entregue ao virabrequim. Além disso, o sistema de powertrain é controlado eletronicamente para maximizar o uso do combustível. No início do projeto, os idealizadores acreditam que seria impossível chegar aos 4,54 km/l. No entanto, com os avanços no motor e também na aerodinâmica do caminhão, que é mais leve do que os convencionais, foi possível atingir a meta.

A Eaton também participou do projeto e está desenvolvendo uma transmissão automatizada que aumenta a eficiência de combustível em caminhões pesados, o que pode ajudar a melhorar ainda mais o resultado.

“O SuperTruck demonstra claramente as tecnologias que podem proporcionar melhorias significativas de eficiência de combustível nas próximas décadas. Continuaremos a desenvolver atributos de custo e desempenho para tornar esses veículos fortes sucessos comerciais”, conclui Wayne Eckerle, vice-presidente de pesquisa e tecnologia da Cummins.



Tags: Caminhão, Cummins, Peterbilt, economia, combustível, gasolina, motor, pesado.

Comentários

  • Alberto Gustavo Paashaus

    Sou otimista quanto este caminhão rodar aqui no brasil. Primeiro, pelas estradas com bastante buracos declives e subidas existentes. Segundo, o nosso combustível não é muito de se confiar por causa da qualidade.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência