Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Lançamentos | 12/02/2014 | 02h46

JAC lança van de luxo para sete pessoas

Modelo T8 chega às revendas com motor 2.0 turbo e preço sugerido de R$ 114.990

MÁRIO CURCIO, AB | De Itu (SP)

As concessionárias JAC Motors já vendem a van T8, um modelo de luxo com sete lugares equipado com motor 2.0 turbo a gasolina de 175 cv de potência. O preço sugerido é de R$ 114.990, bem mais que os R$ 90 mil a R$ 100 mil estimados em abril de 2013, quando foi mostrada pela primeira vez.

“Até a Copa do Mundo queremos vender 600 unidades”, afirma o presidente da JAC, Sérgio Habib. Até o fim do ano a pretensão é mais ousada, 2 mil unidades. Há menos de um ano, a estimativa de Habib era mais “pé no chão”, 1,5 mil T8 por ano. Entre os destaques do veículo estão teto solar, duas poltronas centrais giratórias e um segundo ar-condicionado dedicado aos bancos do meio e de trás.

A terceira fila de bancos tem lugar para três pessoas. Quem se senta ali no fundão balança mais do que na frente ou no centro, mas o conforto geral é bom. “Ele não tem concorrente no Brasil”, acredita o presidente da JAC Motors, Sérgio Habib. “Os veículos mais próximos aqui são derivados de utilitários de carga e não oferecem o mesmo conforto”, afirma Habib, usando como exemplo Fiat Ducato, Mercedes-Benz Sprinter e Renault Master.

Na prática, porém, será difícil convencer alguns frotistas a trocar esses veículos consagrados, com mais assentos e movidos a diesel por um modelo menor e a gasolina. Assim, a JAC vai se empenhar vender o modelo a famílias grandes, hotéis, empresas de turismo e de transfer de luxo, por exemplo: “Ela transporta uma família e toda a bagagem em situações que seria preciso dois sedãs médios para levar todo esse grupo e sua bagagem. Também é um carro muito fácil de blindar”, diz o presidente da JAC Motors. Essa proteção teria custo aproximado de R$ 60 mil.

Habib também acredita nas locadoras como canal de vendas para suprir esse transporte de luxo. A van T8 tem um ano de garantia quando comprada por pessoa jurídica e três por pessoa física. “Não tem os mesmos seis anos de outros JAC por causa do uso que se faz desses veículos”, afirma Habib.

MERCADO E FÁBRICA

Em 2013, a JAC Motors teve pouco menos de 16 mil unidades emplacadas, que resultaram numa queda de 11,4% ante o ano anterior. “Este ano devemos vender novamente cerca de 16 mil unidades”, afirma Sérgio Habib, que atualizou o número de concessionárias, 50. “Esse total permanece até o fim do ano”, diz. Em abril de 2013 havia 70 revendas, segundo o empresário.

A quantidade de concessionárias voltará a crescer em 2015, quando a fábrica de Camaçari (BA) começar a produzir. A previsão inicial era 2014, mas Habib já fala em meados de 2015. O primeiro modelo a sair da fábrica será o substituto do J3 e terá a mesma plataforma. Seu nome ainda não está definido.

POR DENTRO DA VAN T8
JAC
Volante multifuncional e kit multimídia são itens de série. Câmbio manual tem seis marchas. Motor 2.0 turbo usa apenas gasolina e tem 175 cv. Terceira fila "pula" um pouco mais, mas conforto ainda assim é adequado.

A nova van importada pela JAC Motors pode desapontar pela falta de opção automática. Seu câmbio de seis marchas é manual e as passagens nem sempre são fáceis, o motorista precisa de algum tempo para pegar seu jeitão. O motor vai melhor em rotações acima de 2,5 mil rotações por minuto.

Andando em quinta ou sexta marcha a 120 km/h, ele produz pouco ruído. A posição de dirigir é boa e motorista e passageiro da frente têm bancos com ajustes elétricos. Os ocupantes do meio podem girar sua poltrona, mas essa opção impede a utilização correta do cinto e por isso só deve ser aproveitada com o carro parado. Porta-copos e porta-revistas estão espalhados nos assentos e nas laterais e há quatro luzes de cortesia na parte de trás. O acesso traseiro é feito por duas portas corrediças, uma de cada lado.

Além dos dois sistemas de ar-condicionado, a T8 traz vidros dianteiros, travas e retrovisores com acionamento elétrico, kit multimídia, direção hidráulica, faróis ajustáveis em altura, rodas de liga leve (17 polegadas), sensor traseiro de estacionamento com câmera, travamento automático das portas a 15 km/h e outros itens. Os bancos de couro são opcionais. A JAC também desenvolve um DVD player para instalação traseira.

Os bancos centrais e traseiros podem ser removidos para ampliar o espaço para bagagem. Automotive Business avaliou a nova JAC em uma viagem com seis ocupantes de São Paulo a Itu. Em estrada boa ou em trechos urbanos cheios de lombadas (quebra-molas) ela vai bem. Acima de 100 km/h é preciso evitar mudanças rápidas de trajetória. Acelerações e retomadas de velocidade não são de cair o queixo, mas estão adequadas para um veículo com 5,1 metros e mais de duas toneladas (2,1 mil kg).



Tags: JAC, T8, sete lugares, Copa do Mundo, Sérgio Habib, JAC Motors, Camaçari, Fiat Ducato, Mercedes-Benz Sprinter, Renault Master, concessionárias, J3.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência