Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Negócios | 27/01/2014 | 18h40

DAF entrega os primeiros caminhões a clientes brasileiros

Vendeu duas unidades do extrapesado XF 105, um 6x2 e outro 6x4, no Paraná

REDAÇÃO AB

A DAF, marca do Grupo Paccar que produz caminhões em Ponta Grossa (PR) desde outubro, entregou seus primeiros veículos nacionais. Dois modelos do extrapesado XF 105 (o único modelo feito por lá atualmente), um 6x4, com 460 cavalos, e outro 6x2, com 410 cavalos, foram negociados pela concessionária Macponta Caminhões, localizada na mesma cidade paranaense.

O XF 105 6x2 foi adquirido pela Transportes Begnini, que tem hoje 80 veículos em sua frota. “Estamos entrando no mercado de transporte de aço, e o XF105 será muito demandado. Ele atende plenamente às necessidades da empresa, com autonomia e economia de combustível. Além disso, a fábrica da DAF fica próxima à empresa e queremos incentivar o consumo de produtos fabricados na região”, afirma em nota Daniel Begnini, proprietário da transportadora, que hoje tem 80 caminhões em sua frota.

A Madeireira Montenegro, que possui 29 caminhões, foi a outra empresa a adquirir o XF 105 6x4. Segundo um dos seus proprietários, Gilcesar Zeny, a performance do XF105 e a economia de combustível durante o test drive foram fatores determinantes para a compra. “O caminhão estava carregado com a carga máxima e não precisou ser rebocado pelo trator durante o transporte de madeira na floresta, surpreendendo o motorista. Tem ótima força de arrancada, é potente e robusto. Além disso, o XF105 apresentou economia de 10% de combustível em relação aos outros veículos da frota”, avalia Zeny.

A concessionária Macponta Caminhões, que iniciou as suas atividades em Ponta Grossa no fim de 2013 com investimentos de aproximadamente R$ 50 milhões, é resultado da sociedade entre José Divalsir Gondaski, diretor da Macponta Máquinas Agrícolas e concessionário John Deere para a região dos Campos Gerais, e José Álvaro Góes Filho, diretor do grupo Madcompen, referência no setor de suprimentos para marcenaria no Brasil. A concessionária tem atuação em 225 municípios, incluindo as regiões Central, Norte Pioneiro e Noroeste do Paraná, o que representa 56% do território do Estado.

Para atender todo o Paraná, a concessionária pretende inaugurar quatro unidades em 5 anos: Ponta Grossa, Marialva (próximo a Maringá), Campo Mourão e Londrina. “Estamos construindo um concessionário de altíssimo padrão para oferecer aos clientes DAF um atendimento exclusivo, à altura do que oferecem os caminhões da marca”, promete Góes. “Já contamos com uma equipe formada por experientes profissionais treinados pela fábrica, entre administrativo, vendas e pós-vendas. Além do produto top de linha que estamos oferecendo ao mercado, entendemos que um dos nossos grandes diferenciais é o pós-vendas, levando agilidade e eficiência ao cliente”, completa Gondaski.



Tags: DAF, XF105, caminhão, vendas, comerciais, fábrica, Ponta Grossa, Paraná.

Comentários

  • wellington

    bom dia quanto custa o caminhão trukado mecânico na versão mais simples

  • alcilene maciel silva

    saber o preço do caminhão daf lf e se tem concessionaria em recife ou mais prossimo.

  • Jose Pinheiro de Souza

    Oi bom dia Tenho uma pequena empresa de transporte gerais , minha atividade é soja a granel , gostaria de saber referente em consumo de combustivel ,estou interessado um dos seu produto XF 105 automatizado estou estabelecido em São Paulo, com filial e m minas Gerais na cidade de (Itanhandu, MG. cp 37464000.na Rua Homero Mafra , 24 , por favor me de Mais informações referente sobre o sistema de transmissão , adorei o sistema de automação.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência