Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Sustentabilidade | 04/12/2013 | 18h20

Natura testa eletrificação da frota

Usará carros, bicicletas e triciclos zero emissões em São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná

CAMILA FRANCO, AB

A Natura, fabricante de cosméticos e produtos de higiene e beleza, eleita por dois anos consecutivos como a segunda empresa mais sustentável do mundo (a primeira do hemisfério sul) no ranking Global 100 da organização Canadense Corporate Knights, passa a testar este mês veículos 100% elétricos em sua frota.

Em parceria com a FedEx e a Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL), a Natura usará três Renault Kangoo elétricos nas entregas de produtos às consultoras. Dois desses furgonetes são da FedEx e começam a circular no início de 2014 no Rio de Janeiro. O outro, da CPFL, entra em operação em Campinas (SP) ainda este mês. Segundo o acordo firmado, estas empresas prestarão o serviço de entrega para a Natura.

Também participarão da frota sustentável quatro triciclos elétricos da marca Tailg, que são de propriedade da Dias Entregadora (três em São Paulo e um em Curitiba, no Paraná), além de cinco bicicletas elétricas Dafra da transportadora Direct, três a serem usadas em São Paulo e duas em Campinas.

Em evento à imprensa na quarta-feira, 4, Ricardo Faucon, diretor de distribuição e serviço ao cliente da Natura, explicou que as bicicletas e os triciclos elétricos “são ótimas opções para aumento da capilaridade da frota, possibilitando maior rapidez e eficiência nas entregas de pequeno porte em regiões com dificuldade de estacionamento. Os carros elétricos, por sua vez, têm a finalidade de fazer entregas em regiões com números maiores de pedidos.”

O executivo afirma que a Natura pretende analisar o desempenho dos nove veículos no primeiro semestre e aumentar o número de bicicletas e de triciclos ainda em 2014, mas não revela quanto a frota deve crescer.

“Está é a primeira vez que uma empresa usa veículos elétricos para transporte de cargas no Brasil. Ainda é um projeto piloto, mas já sabemos que o volume das bicicletas elétricas deverá aumentar por causa dos benefícios econômico, social e ambiental. A viabilidade dos carros ainda precisa ser analisada e é o que pretendemos fazer com a FedEx, que já é nossa parceira de entregas há um tempo, e a CPFL, que tem feito pesquisas com o intuito de decolar o uso dos elétricos no País.”

Atualmente, a Natura faz cerca de 70 mil entregas de produtos por dia em todo Brasil, com 1,8 mil veículos das transportadoras, para mais de 1,2 milhão de consultoras. Faucon calcula que os nove elétricos serão responsáveis por aproximadamente 10% das entregas das filiais em que os veículos atuam.

“A Natura tem duas metas claras: a eficiência operacional, que visa aumentar o número de entregas por dia com a mesma frota, e a redução da emissão de CO2. A empresa pretende reduzir em até 33% as emissões de gases de efeito estufa. Hoje o setor de transporte de produtos corresponde a 15% das emissões totais da nossa companhia”, comenta o diretor.

De acordo com Denise Alves, diretora de sustentabilidade da Natura, ao substituir um carro a álcool com consumo mensal de 200 litros por um triciclo ou três bicicletas elétricos é possível reduzir em até 98% as emissões de CO2. Já um Kangoo elétrico no lugar de um modelo a gasolina com consumo mensal de 250 litros diminui em até 85% as emissões do mesmo gás.

O Renault Kangoo, fabricado na França, roda entre 150 e 170 quilômetros a cada recarga, que custa cerca de R$ 6. Em tomadas de 220 V, o veículo demora de 6 a 9 horas para ser recarregado. Nos pontos de 440 V, 80% da bateria de íon-lítio é recuperado em 40 minutos. Os pontos de recarga serão instalados nas próprias operadoras. As bicicletas elétricas da Dafra têm até 36 quilômetros de autonomia. Enquanto os triciclos, de 60 quilômetros. Estes demoram 12 horas para serem recarregados e são capazes de transportar até 16 caixas de oito quilos.



Tags: Natura, elétricos, Renault, Kangoo, bicicleta, triciclo.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência