Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado | 06/11/2013 | 20h05

Pirelli investirá € 1,6 bilhão nos próximos quatro anos

Deste total, 26% serão destinados à América do Sul

REDAÇÃO AB

O conselho de diretores da italiana Pirelli aprovou na quarta-feira, 6, novo plano de investimentos para os próximos quatro anos. No total, € 1,6 bilhão serão injetados até 2017 nas operações da fabricante de pneus em todo mundo. Deste valor, 26% serão destinados à América do Sul, região em que o Brasil responde por cerca de 90% do faturamento da Pirelli. 38% irão para a Europa, 14% para Ásia-Pacífico, 10% para Estados Unidos, Canadá e México, 6% para Rússia e 6% para Oriente médio, África e Índia.

Em comunicado, a empresa esclarece que 82% dos € 1,6 bilhão serão direcionados para desenvolvimento de pneus do segmento “consumer” (dos quais 74% em veículos de passeio, 6% em motocicletas e 2% em outros setores) e 18% para o industrial (dos quais 11% em caminhão, 3% no setor agrícola e 4% nos demais segmentos industriais, como mineração).

Com os investimentos, a Pirelli espera aumentar sua capacidade no segmento “consumer”, das atuais 69 milhões de unidades produzidas anualmente para 81 milhões em 2017. O industrial deverá crescer, segundo a empresa, das 6,2 milhões de unidades produzidas este ano para 6,8 milhões em 2017.

LANÇAMENTOS

A Pirelli promete expandir os investimentos em pesquisa e desenvolvimento de novos produtos. Serão lançadas nos próximos quatro anos 14 novas linhas de pneus de passeios (6 para fornecimento às montadoras e 8 para o mercado de reposição).

Para motocicletas, estão reservados 10 novos produtos, sendo que uma nova linha radial para modelos de 250 a 350 cc será desenvolvida com exclusividade para a América do Sul. No segmento de caminhões, a Pirelli lançará 11 novos pneus ao longo do período de 2014-2017. Para o setor agro, a empresa investirá em capacidade de produção, na renovação da gama de produtos e estabelecerá parcerias com as marcas John Deere, CNH e AGCO.

Deverão ser apresentadas ainda inovações tecnológicas. Entre elas, o sistema PNCS (Sistema de Cancelamento de Ruído da Pirelli) para reduzir a poluição sonora, além de novos materiais e geometrias que visam reduzir a resistência ao rolamento de alguns produtos em 20% até 2017.

MERCADO

A Pirelli acredita que o mercado automotivo continuará a ser impactado por fatores externos, tais como incerteza persistente na macroeconomia, obrigações regulatórias, volatilidade na taxa de câmbio e na evolução da demanda. Aposta que as vendas globais crescerão a uma taxa anual de 3,7% até 2017. Neste ano, em particular, prevê que quase 10% do total do parque circulante será composto por veículos premium, que deverão consumir 26% do mercado total de pneus. A Pirelli quer aumentar a produção de pneus premium de 38% em 2013 para 44% em 2016.



Tags: Pirelli, pneus, investimento, América do Sul.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência