Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Sustentabilidade | 24/10/2013 | 20h22

Reciclanip recolhe 57 milhões de pneus este ano

De janeiro a setembro foram destinados à queima ou reciclagem 285 mil toneladas

REDAÇÃO AB

A Reciclanip, entidade mantida pela Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (Anip), informa que de janeiro a setembro deste ano coletou e destinou para reciclagem ou queima mais de 285 mil toneladas de pneus inservíveis, peso equivalente a 57 milhões de pneus de carros de passeio. Desde 1999, os fabricantes recolheram 2,56 milhões de toneladas e, segundo a Reciclanip, durante este período investiram US$ 221,4 milhões no programa de logística reversa.

“A previsão de investimento para 2013 é superior a R$ 85 milhões, valor maior do que o investido no ano passado. Os recursos são utilizados para os gastos logísticos, que hoje representam mais de 60% dos nossos pagamentos, e também para as destinações”, explica Alberto Mayer, presidente do Sistema Anip, do qual a Reciclanip é parte. “Temos hoje mais de 800 pontos de coleta e uma média de 60 caminhões transitando diariamente por cerca de 3,5 mil rotas. Toda essa operação é comandada pela Reciclanip”, acrescenta.

Os 808 pontos de coleta atuais estão distribuídos em todos os estados brasileiros e foram criados em parceria com prefeituras, que cedem os terrenos em cidades com mais de 100 mil habitantes, ou em forma de consórcio de municípios que atinjam esse número mínimo. O responsável pelo ponto comunica à Reciclanip para a retirada a cada vez que o estoque coletado chega a 2 mil pneus de passeio ou a 300 de caminhões.

No Brasil, apenas uma pequena parte dos pneus recolhidos é reciclada. Eles são moídos e a borracha é separada dos demais componentes, especialmente do aço, que também é reutilizado. Entre os produtos que utilizam a borracha retirada desse processo estão solados de sapato, materiais de vedação, dutos pluviais, pisos para quadras poliesportivas, pisos industriais e tapetes para automóveis. A borracha moída e separada também é misturada ao asfalto para uso em pavimentação com o asfalto-borracha, que apresenta importantes vantagens.

A maioria dos inservíveis é, no entanto, queimada como combustível alternativo nos fornos das indústrias de cimento, em operação que contempla os cuidados ambientais necessários, com o uso de sistemas especiais de filtração e retenção, segundo a Reciclanip.

“É muito importante que o consumidor não leve pneus velhos pra casa. Sempre que ele comprar pneus novos, ele deve deixar os inservíveis na loja, que tomará as providências para enviá-los ao nosso ponto de coleta”, alerta diz Mayer. “Os pneus inservíveis descartados de forma errada contribuem para entupimentos de redes de águas pluviais e enchentes, poluição de rios e ocupam um enorme volume nos aterros sanitários. Podem ainda ser foco para o mosquito da dengue. E se queimados de forma errada, geram poluição atmosférica”, orienta.

Para saber onde levar pneus inservíveis, o site da Reciclanip (www.reciclanip.org.br) tem uma lista com todos os pontos de coleta.



Tags: Pneus, Anip, Reciclanip, reciclagem, sustentabilidade.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência