Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Mercedes-Benz dá mais opções à Sprinter
Furgão envidraçado limusine, container móvel, salão de beleza, cesto aéreo e choperia: exemplos de implementação da Sprinter.

Comerciais | 24/10/2013 | 18h40

Mercedes-Benz dá mais opções à Sprinter

Implementadores de furgões e chassi-cabine serão certificados pela fábrica

PEDRO KUTNEY, AB

Com o crescimento do empreendedorismo no País, aumenta a demanda por veículos comerciais urbanos que aproximam produtos e serviços do público alvo. A Mercedes-Benz quer aproveitar essa tendência com a ampliação das opções de uso das versões furgão e chassi-cabine da Sprinter. A fabricante já oferece treinamento e vai certificar implementadores que executam transformações no modelo, comprado em 80% dos casos por profissionais autônomos. Para atender esses clientes, já existe ampla oferta de preparações especiais para prestação de serviços com o veículo, conferindo mobilidade a negócios como salões de beleza, petshops, bares, temakerias e oficinas, ou recebendo implementações que transformam o modelo em limusines, ambulâncias e coletores de lixo.

“Já temos cerca de 100 pessoas em treinamento (de implementações) e, a partir de 2014, vamos certificar os implementadores que atendam nossos padrões técnicos”, conta Adriana Taqueti, gerente sênior de vendas e marketing de vans da Mercedes-Benz do Brasil. Ela conta que toda transformação permitida é avaliada antes por equipes de engenharia do Brasil, Alemanha e Argentina (onde a Sprinter é fabricada). “A certificação será uma forma de aumentar a satisfação do cliente com a transformação escolhida e assim elevar sua rentabilidade com o veículo, evitando danos”, explica. Segundo Adriana, a ideia é que o cliente, ao escolher um implementador certificado, tenha a mesma qualidade e garantia da Sprinter em sua implementação.

Das vendas totais da Sprinter, atualmente 40% são vans de passageiros com assentos, que saem de fábrica prontas para uso. Outros 35% são furgões de carga, dos quais 60% são transformados para conversão em limusines, bares, ambulâncias ou oficinas itinerantes. Os 25% restantes são modelos chassi-cabine e todos recebem algum tipo de implemento, como baús, carrocerias abertas ou plataformas para transporte de carros.

Somando tudo, pelo menos metade das Sprinter vendidas passa por transformações para adequação ao uso pretendido pelo cliente. Daí a importância em se dar mais atenção e opções a esse público, que vem crescendo e é um dos principais fatores de expansão dos negócios da Sprinter.

ESTRATÉGIA FOCADA

A parceria mais estreita com implementadores é mais um passo da estratégia da Mercedes-Benz para aumentar as vendas no mercado de comerciais leves. A iniciativa começou a ser implementada há um ano e meio, quando foi lançada a nova geração da Sprinter fabricada na Argentina, com novo visual e introdução da motorização Euro 5, que melhorou o consumo, e sistema de segurança ativa inédito no segmento, o controle de estabilidade adaptativo ao tipo e peso da carga transportada. Desde então, a fabricante criou uma equipe especializada de marketing e vendas exclusiva para o modelo. Já existem seis lojas exclusivas para a Sprinter, os Van Centers, em seus principais mercados no País e 35 unidades de atendimento foram abertas dentro de concessionárias.

Ao adotar a estratégia focada, a Mercedes-Benz conseguiu retomar a liderança no segmento, com participação em torno de 21% de um mercado total estimado em 45 mil unidades este ano. Com isso, mais de 9 mil Sprinter deverão ser vendidos em 2013, quase 30% mais do que em 2012. Segundo cálculos da Mercedes, foi expressiva a expansão de market share nas maiores cidades do País: de 11% para 20% em São Paulo, de 19% para 23% em Belo Horizonte e de 24% para 39% no Rio de Janeiro.



Tags: Mercedes-Benz, Sprinter, furgão, chassi-cabine, van, comerciais, implementos.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência