Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Crédito | 23/10/2013 | 16h23

Anef corta de 6% para 2% projeção de crescimento da carteira em 2013

Liberação de financiamentos recua no segundo semestre

REDAÇÃO AB

Dados preliminares sobre o sistema financeiro apontam que o saldo das carteiras de financiamento de veículos apresentou queda de 4,9% em agosto na comparação com mesmo mês de 2012, passando de R$ 245 bilhões para R$ 233,3 bilhões, somando saldo de crédito direto ao consumidor (CDC) e leasing. Diante deste resultado, a Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras, a Anef, revisou mais uma vez para baixo a projeção de crescimento das carteiras para 2013, para 2%.

Em sua primeira previsão, a expectativa da Anef sobre o aumento da liberação de crédito para financiar veículos, divulgada no início do ano, de 8%, foi revisada para baixo em junho, ficando em 6%. Para a entidade, fatores como o desconto na alíquota do IPI, redução na taxa de juros e queda do índice de inadimplência, mesmo que em ritmo lento, não será o suficiente para atingir o ritmo esperado inicialmente.

Segundo o presidente da entidade, Décio Carbonari, a queda no saldo de agosto também é reflexo de campanhas de taxas promocionais de juros, que implicam no aumento do valor de entrada:

“Basta observarmos que a quantidade de bens financiados não sofreu queda. Mas o esforço das próprias montadoras para manter as vendas aquecidas, durante os últimos meses, teve como estratégia principal o uso de campanhas, como as de taxa zero de juros. Isso, obviamente, reduz o ticket médio dos veículos financiados, o que impacta diretamente em toda a carteira”, avalia.

Durante agosto, os bancos de montadoras praticaram uma taxa média mensal de juros de 1,27% ao mês, 0,2 pontos porcentuais acima da anotada em julho, que foi de 1,25%. A taxa média anual passou de 16,08% em julho para 16,35% em agosto.

INADIMPLÊNCIA EM QUEDA

Em agosto, a inadimplência manteve tendência de queda: no caso de pessoa física, caiu 0,1 ponto porcentual, fechando o mês em 5,8%, considerando financiamentos via CDC. Há um ano, este índice era de 7%. Os atrasos em até 90 dias também diminuíram, passando de 8,2% para 7,8%.Já no leasing, os atrasos nos pagamentos representaram 10,8% contra 9,2% de agosto do ano passado.

Para 2013, a Anef aposta em queda progressiva da inadimplência, com índice abaixo de 7%.



Tags: Anef, financiamento, crédito, CDC, leasing, Décio Carbonari.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência