Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Indústria | 23/10/2013 | 15h00

RJ concede incentivos e MAN garante aporte de R$ 1 bi já anunciado

Atual programa de investimento da fábrica de Resende começou em 2012 e vai até 2016

REDAÇÃO AB

O presidente da MAN Latin America, Roberto Cortes, e o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, assinaram na quarta-feira, 23, um acordo que assegura os incentivos fiscais e financiamentos com taxas de juros diferenciadas para o desenvolvimento de novos produtos e ampliação da capacidade produtiva da fábrica localizada em Resende. Na ocasião, o executivo confirmou a continuidade do ciclo de investimento de R$ 1 bilhão para o período 2012-2016, anunciado pelo próprio Cortes há dois anos (leia aqui).

“O governo do Rio de Janeiro é mais uma vez nosso parceiro, agora nesse período de novos investimentos em Resende. É uma sequência a outro ciclo de igual valor que realizamos entre 2008 e 2011 e aumentará a geração de renda que promovemos na região desde novembro de 1996, quando inauguramos nossa fábrica no estado”, disse Cortes.

Metade desse aporte já foi aplicada na unidade entre 2012 e 2013. Neste período, a montadora, que detém a marca Volkswagen Caminhões e Ônibus, abriu uma nova linha responsável pela montagem do caminhão MAN TGX, além do desenvolvimento de uma nova geração de veículos e de seus motores, sustentado por pesquisa de tecnologias sustentáveis.

Este é o quarto grande ciclo de investimento que a fábrica de veículos comerciais recebe desde que iniciou suas operações, há 17 anos: neste período, as aplicações somam R$ 3 bilhões.

PARCERIA EM RENOVAÇÃO

A MAN aproveitou a cerimônia de assinatura do acordo para anunciar a venda de 200 caminhões para a empresa de logística JSL e para o Sindicarga (Sindicato das Empresas de Transporte Rodoviário de Cargas e Logística do Rio de Janeiro), sendo cem unidades para cada. O negócio faz parte do programa de incentivo à renovação de frota do estado, lançado em fevereiro deste ano pelo governo local (leia aqui).

Como meta, o programa pretende reduzir de 17,1 anos para 12 anos a idade média da frota de caminhões, hoje composta por 137 mil unidades. Para isso, o governo oferece incentivos fiscais para a destruição de 40 mil caminhões, um terço da frota registrada no estado. Os veículos recolhidos serão transformados em sucata nas siderúrgicas credenciadas Gerdau e Votorantim.

Com o certificado de destruição em mãos, o caminhoneiro autônomo ou frotista estará habilitado para comprar, em concessionárias e fabricantes de caminhões do estado, um veículo novo com isenção de ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). O valor de face do certificado não poderá ser inferior a 7,8% do valor do caminhão novo. O proprietário do veículo também terá o direito a utilizar um crédito, equivalente aos 12% do valor do caminhão novo, para abater, em 48 parcelas, o ICMS a ser pago sobre as atividades do caminhão no Estado.



Tags: MAN Latin America, Roberto Cortes, Resende, caminhões, investimento.

Comentários

  • jose roberto

    Parabens .... Participei da implantacao deste grande empreendimento, espero que o sucesso seja ainda maior, grande abraco

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência