Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado | 22/10/2013 | 17h23

GM espera crescimento de 0,5% este ano

Juro e inflação em alta inibem expansão maior. Para 2014 a expectativa é de avanço de 3%

PEDRO KUTNEY, AB

A General Motors já reduziu para 0,5% sua projeção de crescimento máximo do mercado brasileiro de veículos este ano, para até 3,82 milhões de unidades, mas também já trabalha com a possibilidade de que o número fique igual ou mesmo um pouco menor em relação a 2012. “A economia este ano não teve desempenho tão forte quanto se esperava no início de 2013 e deve crescer de 2% a 2,5%, segundo a maioria dos analistas”, disse Santiago Chamorro, presidente da GM Brasil. Para justificar o rebaixamento das expectativas, ele enumera os fatores macroeconômicos que vêm puxando o consumo para baixo: elevação do custo de vida (inflação) e a consequente alta dos juros que afeta a concessão de crédito.

“Os juros do varejo acompanham a tendência de alta da Selic (juro básico do BC), enquanto a inflação pesa no bolso das famílias. Esses fatores levam as pessoas a pensar se ainda conseguem dispor de R$ 700 ou mesmo R$ 500 por mês para comprar um carro novo”, pondera Chamorro. “Essa métrica gera grandes pontos de tensão no nosso setor, porque 65% das vendas são financiadas”, destaca. O executivo avalia que o ambiente econômico desfavorável jogou a confiança do consumidor para baixo e afeta negativamente o resultado do setor este ano.

Em um gráfico que mostra as diferentes velocidades do mercado entre 2012 e 2013, Chamorro aponta que no início do ano passado o desempenho apontava um ano de 3,6 milhões a 3,7 milhões de unidades. Com o desconto do IPI concedido pelo governo, o ritmo subiu rapidamente para 4 milhões e, já no último trimestre de 2012, baixou para 3,8 milhões com as sucessivas prorrogações do imposto menor. Este ano o velocímetro do mercado começou marcando 3,97 milhões de veículos vendidos, mas com a intempérie econômica foi gradativamente caindo, até chegar a 3,55 milhões no quarto trimestre.

GM TEM DESEMPENHO ESTÁVEL

Apesar da desaceleração, a expectativa é de retomada moderada em 2014. A projeção da GM é de expansão do mercado nacional em torno de 3% sobre 2013. “A indústria (automobilística) hoje está crescendo no mesmo ritmo da economia. Não é mais como anos anteriores em que o setor avançava quatro ou três vezes mais do que o PIB. Por isso a estimativa está em linha com o avanço do PIB para o próximo ano”, disse Jaime Ardila, presidente da divisão América do Sul da GM, a GMSA. “O impacto do crédito mais fácil passou, o da compra do primeiro carro zero-quilômetro também. Portanto é normal essa acomodação. Nossa expectativa é que nos próximos cinco anos é de expansão de 4% a 5%”, avalia.

Segundo Ardila, para a GM Brasil a desaceleração do mercado faz pouca diferença. A projeção da empresa para este ano e o próximo é continuar com volumes de produção e vendas parecidos com os de 2012, em torno de 650 mil unidades vendidas no mercado interno e 70 mil exportadas. Graças aos vários e recentes lançamentos, a participação da marca Chevrolet nas vendas de veículos leves no Brasil deve fechar 2013 um pouco maior, perto de 18%, contra 17,7% há um ano.



Tags: General Motors, GM, mercado, vendas, projeção, previsão, Santiago Chamorro, Jaime Ardila.

Comentários

  • Elton

    Se as vendas e produção cresceram mais do que isso até aqui, acumulado no ano, o que ele diz, então, é que haverá forte retração nos próximos meses do ano? É isso mesmo? Alguém pode me ajudar a entender melhor?

  • Pedro Kutney

    Caro Elton, Acho que você não tem acompanhado o desempenho do setor este ano. As vendas de veículos no mercado brasileiro até agora não cresceram em relação ao ano passado, como você diz. Muito pelo contrário, de janeiro a setembro as vendas acumuladas caíram 0,3% no total em comparação com o mesmo período de 2012, incluindo automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus. A queda é maior, de quase 1%, quando se consideram os emplacamentos só de veículos leves. A projeção feita pela GM considera justamente que as vendas vão crescer nos últimos três meses do ano, para então chegar ao resultado de crescimento de 0,5% no ano inteiro. Ajudei você a entender melhor?

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência