Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Indústria | 01/10/2013 | 20h29

Fábrica da Nissan em Resende recebe primeiras prensas

Serão seis equipamentos de até 190 toneladas para estamparia de carrocerias

REDAÇÃO AB

A fábrica da Nissan em Resende (RJ) fica mais encorpada: desembarcaram as primeiras prensas que serão utilizadas no setor de estamparia da planta, que recebe investimento total de R$ 2,6 bilhões para sua construção. Importadas da Alemanha, as prensas que moldarão chapas das carrocerias têm entre 100 e 190 toneladas. Segundo a montadora, a previsão é de que o transporte das partes das prensas que estão no Porto do Rio de Janeiro até o local da fábrica seja concluído até o fim deste mês, quando terá início a montagem das máquinas e primeiros testes.

Os equipamentos fazem todo o trabalho de manuseio de chapas planas de aço, como corte, furos, dobras, repuxos e prensa com precisão uniforme para que sejam utilizadas para compor a estrutura do automóvel. Durante a operação, a chapa de metal é colocada em um molde específico, sendo pressionada para moldagem sob condições de pressão intensa. Posteriormente, é submetida a um ou mais processos secundários de galvanização para resistência à corrosão, soldas e desgaste extremo.

Segundo a montadora, a unidade brasileira será uma de suas fábricas mais modernas do mundo e sustentará seu plano de crescimento no mercado doméstico, com o objetivo de alcançar 5% de participação até 2016. Atualmente, o share da marca está em 2%.

A fábrica, que terá área total construída de 220 mil metros quadrados em um terreno de 3,05 milhões de metros quadrados, tem previsão de entrega das obras ainda este ano, quando outras instalações, como pátios de recepção de contêineres e de estocagem de veículos, redes de energia elétrica, água, esgoto, incêndio e de distribuição de gases também deverão estar concluídas.

O projeto, informa a Nissan, também foi concebido para ser uma das mais sustentáveis do grupo. Entre os recursos que serão utilizados estão métodos de produção integrados, uso de equipamentos modernos, como robôs de última geração, gerenciamento de resíduos e dejetos e um cinturão verde em volta de toda a área do complexo, como forma de reduzir as emissões e ruídos.

Pelos planos, a Nissan pretende iniciar as operações da fábrica em janeiro de 2014, com a produção do March. Em julho, será a vez do Versa.



Tags: Nissan, fábrica, Resende, prensa, estamparia.

Comentários

  • Emilson

    Creio que estão equivocados na capacidade das prensas. Deve ser de 1.000 a 1.900 toneladas.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência