Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

| 04/07/2008 | 00h00

Ardila: Dificuldade nos EUA não afeta Brasil

As dificuldades enfrentadas pela General Motors no mercado norte-americano não contaminam a operação brasileira da multinacional.

José Pacheco Maia Filho, Gazeta Mercantil

As dificuldades enfrentadas pela General Motors no mercado norte-americano não contaminam a operação brasileira da multinacional. A avaliação é do presidente da General Motors do Brasil e Mercosul, Jaime Ardila. Embora reconheça a situação difícil por que passa a companhia nos EUA, ele destaca o bom desempenho da GM nos mercados emergentes, principalmente no Brasil. Segundo ele, enquanto o setor automotivo nacional cresceu 30% no primeiro semestre deste ano, a expansão da GM foi de 32%, dois pontos percentuais acima. Apesar das medidas de restrições de crédito adotadas pelo governo para o controle da inflação, Ardila estima que, no segundo semestre, haverá apenas uma pequena desaceleração na expansão do setor, que deverá ter incremento de 25%. Já, no ano que vem, a expectativa dele é de um crescimento entre 8% e 10% na indústria automotiva brasileira "Será uma expansão significativa, pois se dará sobre uma base alta", comentou.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

Resumo Automotive Business

| 01/04/2009 - 0h0

Resumo Automotive Business

A Volkswagen ensaia uma retomada da liderança no ranking de vendas de veículos no Brasil, ocupada pela Fiat Automóveis. Por enquanto a marca limita-se ao primeiro lugar entre os automóveis, mas perde para a Fiat entre os comerciais leves. Há quem assegure que até o final do ano a marca alemã assumirá o segundo lugar no ranking global, atrás apenas da Toyota.
Automotive Business

AB Inteligência