Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Internacional | 07/08/2013 | 10h23

Lifan programa 20 novos veículos até o ano de 2018

Em 2014 estreia o X50, pouco menor que o utilitário esportivo X60 à venda no Brasil

MÁRIO CURCIO, AB | De Chongqing (China)

Em recente evento realizado em Chongqing, na China, a direção da Lifan Motors revelou uma série de planos à imprensa brasileira. Até 2018, a empresa pretende colocar em seus mercados 20 novos produtos, entre reestilizações e veículos inéditos. Um destes, o X50 (foto ao lado), está previsto para 2014 no cronograma exibido aos jornalistas, mas ainda não há uma definição de sua estreia no Brasil.

O carro foi fotografado quando circulava ao lado da fábrica de utilitários da empresa em Chongqing, na China. “Teremos novos modelos compactos e outros utilitários esportivos”, afirmou o presidente da companhia, Yin Mingshan.

Outros desses lançamentos serão minivans entre 3,8 e 5 metros, automóveis compactos, médios e grandes, com distâncias entre eixos de 2,4 a 2,7 metros. As motorizações empregadas terão capacidade cúbica de 1 litro a 2,4 litros (1.0 a 2.4). “Evidentemente, nem todos os veículos servem a todos os mercados", afirma o diretor de marketing da Lifan do Brasil, Luiz Zanini, recordando que apenas uma parte desses modelos será montada no Uruguai e vendida no Brasil (leia adiante).

Para reformular sua linha, a fabricante contará com um novo centro de pesquisa e desenvolvimento (P&D). A construção fica num novo distrito industrial de Chongqing, ao lado da sede administrativa e entre a unidade de motocicletas e a de utilitários.

A edificação engloba uma área de testes, onde a empresa já teria investido o equivalente a 360 milhões de yuans, cerca de R$ 120 milhões. A área de P&D emprega 600 funcionários, dos quais 90% são engenheiros. O local está apto a desenvolver automóveis, motores a combustão, veículos elétricos e híbridos. Tem espaço destinado a testes de emissões, impacto, ruído e vibração e pode simular condições extremas, como baixas temperaturas, por exemplo.

Lifan/
Centro de pesquisa e desenvolvimento da Lifan em Chongqing emprega 600 pessoas. À esquerda, o diretor do departamento, Zhao Shengzhou. À direita, o presidente da Lifan, Yin Mingshan

Até 2017 a Lifan terá uma linha renovada de propulsores. Entre eles estão versões 1.2, 1.4 e 2.0 dotadas de turbo e injeção direta. Na apresentação da fabricante não havia menção a versões bicombustíveis, mas o diretor do centro de P&D da Lifan, Zhao Shengzhou, garantiu: “Nesse caso, o desenvolvimento será feito em parceria com a Delphi.”

Atualmente, além das próprias fábricas, a Lifan tem unidades de produção em regime CKD, ou seja, a partir de kits totalmente desmontados, no Azerbaijão, Birmânia, Etiópia , Irã, Iraque e Rússia. Uma negociação com o Egito nesses mesmos moldes está em andamento.

Na operação uruguaia, o modelo adotado o SKD, ou seja, a produção a partir de kits semidesmontados. Hoje é montado no país vizinho o X60, utilitário esportivo apresentado em maio deste ano (veja aqui).

Em breve começa a produção local da picape utilitária Foison. Para o primeiro semestre de 2014 está previsto o início da montagem do sedã pequeno LF 530. O médio LF 630 deve chegar na segunda metade do ano que vem.

Lifan/
Em sentido horário, a partir do alto, à esquerda: X60, picape Foison e sedãs LF 530 e LF 630



Tags: Lifan, X50, X60, Foison, LF 530, LF 630, Chongqing, Yin Mingshan, Zhao Shengzhou, injeção direta, turbo.

Comentários

  • Osmar

    ainda não me inspira confiança, veja só o recente noticiário sobre a GELLY, encerrou a Operação Brasil, imagina só quem comprou seus produtos. E quem garante que o mesmo não poderá ocorrer com a LIFAN ?

  • Osmar

    Tenho uma van construída pela Lifan chinesa... o cambio dela ja fiz mais de 9 vezes ... fico admirado como fizeram algo tao ruim tao fraco como o cambio desse veiculo seus rolamentos são muitos fragio e não tem como adaptar nada pois as paredes da casca do cambio são muito estreitas... acredito eu se a lifan me colocar como engenheiros da sua fabrica vou fazer melhor do que os seus engenheiros que ganham muito para fazerem produtos tao ruim como fazem.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência