Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Anfavea projeta novo recorde de produção para 2013

Indústria | 06/08/2013 | 19h24

Anfavea projeta novo recorde de produção para 2013

Arrancada das exportações e alta das vendas aceleram ritmo das linhas, prevê entidade

SUELI REIS, AB

A revisão das projeções 2013 ainda não está totalmente concluída, mas a Anfavea já conta com um novo recorde de produção de veículos este ano, superando 2011, quando o País produziu 3,41 milhões de unidades. Durante a apresentação dos resultados do ano até julho, o presidente da entidade, Luiz Moan, deixou claro que a retomada das exportações e o contínuo crescimento do mercado interno vão acelerar o ritmo das linhas de montagem. Apesar de não ter revelado um novo volume, o executivo deixou transparecer que apesar da expectativa de crescimento deste ano sobre 2012, o índice pode não ser maior que o predito anteriormente, de 4,5%, quando a associação previa atingir as 3,49 milhões de unidades produzidas.

“Teremos um volume bem superior à projeção inicial, mas vamos apresentar a correção desses volumes (produção e vendas) no próximo mês. Por enquanto, mantemos a previsão atual”, disse.

-Veja aqui a Carta da Anfavea e aqui a apresentação dos números de desempenho de julho.

A expectativa da associação das fabricantes reverte o resultado negativo da produção de 2012, que caiu 1,9% sobre o ano anterior. Moan explicou que a associação prefere esperar o fechamento de agosto para observar o comportamento do mercado e, a partir daí, determinar a participação das vendas internas e das exportações - esta última as novas projeções apontam para crescimento de 20% em 2013 (leia aqui). O executivo disse ainda que o volume de produção no segundo semestre de 2013 será maior que o do primeiro, mas menor quando comparado com o volume registrado no segundo semestre do ano passado. Isso porque na segunda metade de 2012 o mercado interno estava acelerado puxado principalmente pelo incentivo do IPI menor, que naquela época tinha prazo não tão claro de vigência (a redução foi prorrogada duas vezes só naquele semestre, em agosto e em outubro).

Os números mostram um começo de segundo semestre ajustado: no acumulado janeiro-julho, a produção nacional de veículos cresceu 15,8%, para 2,17 milhões de unidades. Em julho, o volume produzido superou em 3,7% o de mesmo mês do ano passado, para 312,3 mil unidades – foi o melhor julho da produção nacional de veículos. No entanto, sobre junho, houve queda de 2,7%.

O presidente da Anfavea elencou alguns fatores do mês passado que influenciaram na queda da produção sobre junho, como a paralisação de frentes sindicais em 11 de julho, a greve dos cegonheiros e feriados estaduais em São Paulo e Rio de Janeiro, dois importantes polos da indústria automotiva.

“Acreditamos em um ritmo de produção industrial bastante positivo entre agosto e dezembro, o que reforça nossa participação na economia.”

ESTOQUES E EMPREGOS

O setor encerrou julho com 395,9 mil veículos em estoque, uma queda de 4,7% sobre o volume do mês anterior, representando 35 dias úteis para vendas, dos quais 26 nas concessionárias e 9 na indústria. “É um volume totalmente adequado”, consideou Moan.

O nível de empregos ficou em 154 mil pessoas em julho contra os 153,5 mil registrados no mês imediatamente anterior. Segundo o presidente da entidade, nos meses restantes de 2013 o setor deve manter a média de 145 mil a 150 mil postos de trabalho por mês.

“Devemos considerar este mesmo parâmetro para 2014”, projetou.

Assista entrevista exclusiva do presidente da Anfavea, Luiz Moan, à ABTV:



Tags: Anfavea, produção, projeções, revisão, Luiz Moan, estoque, empregos.

Comentários

  • Gilson

    È um tanto conflitante falar que a alta das vendas aceleram o ritmo das linhas, quando a maioria da cadeia de fornecedoras de auto peças estão demitindo em decorrência da queda no volume de vendas

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência