Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Engenharia | 17/07/2013 | 17h47

Renault Nissan prepara novos carros para mercados emergentes

Modelos serão derivados da nova plataforma CMF

REDAÇÃO AB

A Aliança Renault Nissan está empenhada no desenvolvimento de novos carros para mercados emergentes. Carlos Ghosn, CEO da organização, anunciou que a empresa trabalha no programa CMF-A, que desenvolverá uma família de automóveis com preços acessíveis construídos a partir da arquitetura CMF (da sigla em inglês para "módulo familiar comum"), plataforma que será compartilhada para vários modelos em 10 países até 2020 (leia aqui). O projeto reunirá esforços dos profissionais das duas empresas.

Dentro do sistema CMF de compartilhamento de sistemas e componentes, estão previstos cinco módulos principais: motor, painel, parte inferior dianteira, parte inferior traseira e arquitetura eletrônica. As partes compatíveis podem ser combinadas de centenas de maneiras para garantir performance ao veículo e diferenciação entre as marcas. É a partir desse conceito que os novos carros serão construídos.

A companhia planeja que os primeiros modelos desenvolvidos dentro do programa CMF-A, para mercados emergentes, entrem em produção em 2015 na fábrica da Renault Nissan em Chennai, na Índia. “Estamos inovando para atender e superar as expectativas dos clientes das economias que mais crescem no mundo, em especial das pessoas que compram um carro novo pela primeira vez”, anunciou Ghosn em visita do centro tecnológico da fábrica indiana. O executivo garantiu que os carros terão preço acessível ao consumidor dessas regiões.



Tags: Renault Nissan, plataforma, arquitetura, CMF, Carlos Chosn.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência