Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado | 11/06/2013 | 16h55

Citroën aposta em ação para girar usados nas concessionárias

Programa Confiance pretende igualar a demanda de zero-km e seminovos na rede

MÁRIO CURCIO, AB

Como forma de aumentar o volume de venda de usados na rede e atrair clientes para a marca, a Citroën volta a divulgar o programa Confiance, válido para automóveis com até sete anos ou 120 mil quilômetros que entram na rede. Esses veículos podem ser da própria Citroën e de outros fabricantes. Entre as exceções estão veículos chineses, importados de marcas premium como BMW, Mercedes-Benz e Porsche, por exemplo, e também modelos de uso comercial.

“Atualmente, em nossa rede, a cada dois carros novos é vendido um usado. Queremos que essa razão suba para um por um em médio prazo, cerca de quatro anos”, diz o gerente nacional de vendas de usados, Marcelo Brandão. Até o fim deste ano, a intenção é vender 6 mil veículos pelo Confiance. Segundo a Citroën, das 178 concessionárias, 152 aderiram ao programa, que implica a adoção de uma área apropriada para vendas e comunicação na fachada da loja.

O Confiance existe no Brasil desde os anos 1990, mas passou por uma reformulação importante em 2011. Por causa da parceria com a seguradora Mapfre, o usado Confiance tem assistência 24 horas com socorro mecânico, reboque por até 300 quilômetros, táxi, carro-reserva, chaveiro, envio de até cinco litros de combustível em caso de pane seca e troca de pneu furado.

A Citroën garante a procedência e quilometragem desses usados com cobertura mínima por 12 meses de componentes internos do motor, turbo, transmissão (manual ou automática), sistema de arrefecimento e injeção eletrônica. Os carros que entram para o programa passam por uma checagem de 93 itens e o consumidor pode fazer um test drive. Segundo a Citroën, foram criadas condições de pagamento especiais para esses usados.

“O Confiance também é vantajoso para o concessionário porque é a Mapfre que assume a responsabilidade legal de três meses válida para motor e câmbio”, afirma Marcelo Brandão. Vale dizer que os carros que integram o programa Confiance saem segurados por um ano por essa companhia. Ao fim do período, o proprietário pode manter os benefícios caso renove com a seguradora.

DESVALORIZAÇÃO ACOMPANHADA

Com base na tabela da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), a Citroën realizou estudos sobre a depreciação dos modelos C3 Picasso GLX, Aircross GLX e C4 Hatch 1.6 GLX. “As variações ano a ano são alinhadas com a concorrência”, salienta o diretor-geral da Citroën do Brasil, Francesco Abbruzzesi.

O executivo reconhece que o histórico de desvalorização da marca no Brasil é muito forte e por isso era preciso ter o respaldo em estudos que demonstrassem que hoje a depreciação de seus carros é semelhante àquela de outras marcas presentes no Brasil.

Em pouco mais de duas décadas, a Citroën vendeu no Brasil 610 mil automóveis. De janeiro a maio deste ano, 52.260 veículos Citroën mudaram de mãos. Esse volume equivale a 1,8% da movimentação do mercado de usados.



Tags: Citroën, Confiance, usados, seminovos, Marcelo Brandão, Francesco Abbruzzesi.

Comentários

  • Andre

    Eu sou apaixonado pelos modelos da citroen,pois assim que puder quero ter o meu c4 palace GLX.pois amo de paixao este modelo tanto pelo conforto como pela beleza que o carro traz.E em relacao aos usados acho que realmente ,os carros da citroen estao tomando uma grande dianteira no mercado Brasileiro.Pois sao carros que atendem as necessidades tanto de um alto exucutivo,como de um trabalhador normal.Deixo aqui minhas cinseras consolidacoes aos diretores desta maravilhosa marca.Pois voceis mostrarao que uma marca que nao era tao conhecida,podia e ganharia seu espaco em nosso Pais.Felicidades e continuem a fazer estas maravilhosas e confortaveis maquinas.obrigado e ok

  • jayme

    Com a equipe de vendas da Citroen vai ficar difícil. Eles são inoperantes e desestimulados. Não tem interesse em vender ou atender bem o cliente. Reestrutura-la ou treina-la poderia ser a solução.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência