Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Crédito | 15/05/2013 | 18h53

Liberações para financiar veículos crescem 19%

Anef: recursos atingiram R$ 8,7 bilhões em março, mas houve retração no primeiro trimestre

REDAÇÃO AB

A liberação de crédito para compra de veículos cresceu 19% entre fevereiro e março, atingindo R$ 8,7 bilhões no mês. Ainda assim houve retração de 8,5% no montante liberado nos três primeiros meses do ano na comparação com o mesmo intervalo do ano passado, para R$ 25,8 bilhões. Os dados foram divulgados pela Anef, associação que reúne as empresas financeiras das montadoras.

Do total do primeiro trimestre de 2013, R$ 25,2 bilhões foram por operações de CDC (Crédito Direto ao Consumidor), apenas R$ 659 foram por meio de leasing. Segundo a entidade, o salto total da carteira de veículos ainda não atingiu o patamar esperado, e encerrou março em R$ 237,4 bilhões. Com o resultado, a organização acredita que será difícil cumprir a projeção de encerrar este ano com crescimento de 8% no saldo de financiamento na comparação com 2012.

A Anef registrou redução nas taxas de juros praticadas por seus associados, chegando a 1,23% ao mês e 15,8% ao ano. A taxa é inferior ao praticados por outros bancos de varejo, que têm média 1,51% ao mês. As instituições filiadas à associação têm taxas menores por serem subsidiadas pelas montadoras.

A entidade registrou inadimplência acima de 90 dias de 6,3% em março, considerando contratos de CDC de pessoas físicas. Houve redução na comparação com o mesmo mês do ano passado, quando o índice ficou em 6,7%.



Tags: crédito, Anef, veículos, financiamento, inadimplência.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência