Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Comerciais | 12/05/2013 | 20h52

Volvo comemora 10 anos do semipesado VM

Caminhão responde por 40% das vendas da companhia no Brasil

GIOVANNA RIATO, AB | De Gramado (RS)

A Volvo comemora em 2013 os 10 anos do lançamento da primeira versão do caminhão semipesado VM, um dos grandes motores do crescimento recente da companhia no Brasil. O modelo foi o primeiro veículo da marca criado para atender a demanda do mercado nacional e atualmente responde por cerca de 40% das vendas da companhia no País.

A Volvo destaca ter lançado no VM uma série de inovações. “Foi o primeiro caminhão da categoria a oferecer cabine leito, volante ajustável e motores com mais potência, na época de 210 cv e 240 cv”, enumera Alvaro Menoncin, gerente de engenharia de vendas da fabricante. As inovações permitiram que, em suas três gerações, o modelo acompanhasse a evolução das vendas no segmento. Dados da montadora apontam que, em 2003, o mercado brasileiro de semipesados foi de 17 mil unidades. Esse número saltou para 25 mil veículos em 2005 e deve ficar próximo de 70 mil caminhões em 2015.

O ousado projeto do VM nasceu teve como ponto de partida a oferta de conforto, baixo consumo e disponibilidade aos clientes do segmento, até então acostumados a caminhões mais simples. Aproveitando componentes de outras marcas do Grupo Volvo, como a cabine dos caminhões Renault, o desenvolvimento do caminhão provou ter sido um caminho acertado para a companhia no Brasil.

Em sua estreia, em 2003, o VM disputava um segmento que tinha 90% das vendas concentradas em três marcas. O modelo prova ter mudado esse cenário ao concluir 2012 com 10,1% de participação na categoria. “Foi a primeira vez que alcançamos dois dígitos de market share, mesmo com a retração do mercado”, conta Francisco Mendonça, gerente de vendas da linha. No ano passado, enquanto o mercado de semipesados diminuiu 30%, os emplacamentos do VM tiveram queda menor, de 15%. Mantendo esse ritmo, a companhia projeta que o modelo garanta participação de 15% no segmento em três anos.

A Volvo estima que o mercado de caminhões se aproxime este ano dos volumes registrados em 2011, recorde de vendas no País. “No caso de pesados podemos até superar esses volumes. Já em semipesados a expectativa é de chegar bem perto”, estima Bernardo Fedalto, diretor de caminhões da Volvo para o Brasil. Em 2012, foram vendidos 87,4 mil caminhões pesados e semipesados no País. Esse número deve saltar para 105 mil este ano, com 55 mil pesados e 50 semipesados.

A produção do VM este ano é estimada em torno de 7 mil unidades, próximo do volume alcançado em 2011. Se concretizado, o número será salto próximo de 27% na comparação com o ano passado, quando o ritmo da fábrica da companhia no Paraná foi afetado pela retração do mercado interno.

O aniversário de 10 anos do modelo será marcado pelo lançamento de uma série especial, com cor e equipamentos de série exclusivos, identificada por adesivo na porta. A Volvo garante que o VM se manterá como alicerce do crescimento da companhia no Brasil nos próximos anos, apesar de outros projetos importantes para o mercado nacional, como o introdução de uma nova marca de caminhões e a nacionalização do novo FH, lançado em setembro passado na Europa. “Vamos continuar atualizando e melhorando o VM”, promete Fedalto.

NOVA MARCA NO BRASIL

A Volvo aponta que a experiência bem sucedida com o VM foi um importante aprendizado para o lançamento de uma nova marca de caminhões no mercado nacional, investida da companhia para garantir o crescimento dos próximos anos. A organização ainda estuda qual marca trará para o Brasil, mas promete anunciar a decisão até o fim de 2013. A partir daí serão necessário pelo menos três anos para transformar o plano em realidade.

A empresa decidirá entre as marcas Renault, Mack e UD com o objetivo de entrar em novas categorias no mercado em que atualmente não atua, oferecendo uma gama completa, com modelos médios e leves. A Volvo também não descarta a possibilidade de reunir características dos veículos destas marcas para lançar aqui novos caminhões Volvo que atendam estes segmentos. O projeto consumirá parte expressiva dos US$ 500 milhões que a companhia aplicará no Brasil nos próximos anos.

“A percepção de valor pelo cliente é muito menor entre nos veículos mais leves”, reconhece Fedalto, indicando um dos desafios do novo projeto. Outro ponto importante é a distribuição dos veículos, que pode ser feita em rede separada ou nas concessionárias Volvo. Atualmente a empresa tem 86 casas, número que deve crescer ao ritmo de 10 pontos de venda por ano.



Tags: Volvo, VM, 10 anos, caminhão.

Comentários

  • Fabricio Petry

    Não é a toa que este modelo é um sucesso há dez anos. Com certeza ele é o destaque da Volvo, ele funciona perfeitamente na cidade e nas rodovias. Os bancos e a direção são ajustáveis, isso é fundamental pra quem dirige quase oito horas sem parar. Achei no site deles um material muito bacana sobre as especificações desse modelo, pra quem quiser dar uma olhada: http://www.volvotrucks.com/trucks/brazil-market/pt-br/trucks/Volvo_VM/Volvo_VM/Pages/Introduction.aspx Um abraço pro pessoal do Automotive Business!

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência