Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Autopeças | 22/04/2013 | 11h50

Projeto-Comprador: quase 150 reuniões durante Automec

Realizado por Sindipeças e Apex, ação promove exportações de autopeças

REDAÇÃO AB

Na tentativa de reverter a curva negativa da balança comercial de autopeças, o Sindipeças (Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores) e a Apex Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) realizaram nos dias 16 e 17 de abril a 5ª edição do Projeto-Comprador, que reuniu 29 fabricantes brasileiros de autopeças e 11 importadores estrangeiros em quase 150 reuniões de negócios.

O projeto - sempre realizado durante a Automec, feira internacional do setor de autopeças que aconteceu de 16 a 20 de abril em São Paulo - segundo Elias Mufarej, conselheiro do Sindipeças responsável pela área de reposição, é muito importante pois abre as portas do Brasil para novos mercados. Este ano, vieram ao País distribuidores de autopeças da Venezuela, Colômbia, Turquia, Rússia, Grécia, Argentina, Equador, Alemanha e Tunísia.

Outra importante ferramenta de estímulo às exportações é o Guia Oficial dos Fabricantes de Autopeças Brasileiros, que teve sua 3ª edição realizada em parceria com a Apex e também apresentada durante a Automec.

Em 2012, as exportações brasileiras de autopeças, para 186 países, somaram US$ 10,47 bilhões, 5,9% inferiores às registradas no ano anterior. O aumento das importações, que provocou o desequilíbrio da balança comercial, é consequência principalmente da valorização do real, que compromete a competitividade do produto local.



Tags: Sindipeças, Apex, Projeto-Comprador, autopeças, Automec.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência