Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

| 14/07/2008 | 00h00

As escolhas que o mercado de carros oferece

O jornalista Joel Leite, da Agência Auto Informe, escreve que quando o consumidor tem só R$ 30 mil para comprar um carro zero, não há escolha: vai levar pra casa um popular 1.0 com, no máximo, direção hidráulica.

Automotive Business

O jornalista Joel Leite, da Agência Auto Informe, escreve que quando o consumidor tem só R$ 30 mil para comprar um carro zero, não há escolha: vai levar pra casa um popular 1.0 com, no máximo, direção hidráulica. Quem sabe o ar-condicionado. E muito provavelmente de uma das quatro marcas tradicionais, pois além delas somente a Renault e Peugeot (só venda pela internet) têm carros nessa faixa de preço. A rigor, com menos de R$ 30 mil o consumidor tem apenas nove entre as 186 opções que o mercado brasileiro oferece: Celta, Mille, Ka, Clio, Gol City e Gol novo básico, Peugeot 206, Corsa Classic e Palio Fire -- as quatro últimas são versões de modelos que já foram reformulados mas usam a carroceria velha. Mas se o sujeito melhorou o padrão de vida, pode investir R$ 40 mil, R$ 50 mil ou mais num automóvel, as suas opções aumentam muito: há quase duas centenas de carros de marcas e estilos bem diferentes daqueles que o novo consumidor médio brasileiro estava acostumado a comprar. O balanço do semestre mostra com clareza a busca desse novo consumidor por um carro diferenciado: mais equipado, mais confortável, mais potente, maior, mas, sobretudo diferenciado. Tecnicamente, ele sabe, as diferenças são poucas entre uma marca e outra. Mas no mercado de consumo a grife também conta. A busca do status é o passo seguinte à necessidade.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência