Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Importados | 02/04/2013 | 16h07

Camex reduz imposto de mais 217 bens de capital

Regime de ex-tarifários atinge motores marítimos, bombas e combinações de máquinas

REDAÇÃO AB

A Câmara de Comércio Exterior (Camex), vinculada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) estendeu a redução temporária do imposto de importação (ex-tarifário) para mais 217 bens de capital (máquinas e equipamentos industriais) sem produção no Brasil.

A Resolução Camex nº 17, publicada na edição de segunda-feira, 1º, do Diário Oficial da União, determina a redução para 2%, até 31 de dezembro deste ano, das alíquotas para compra no exterior de 213 itens, como motores marítimos, bombas e combinações de máquinas. As alíquotas originais dos itens beneficiados pela redução variam de 14% a 16%. Uma segunda Resolução, a Camex nº 18, beneficia os setores de informática e telecomunicações, cuja alteração é válida até 30 de junho de 2014.

Segundo a nota da Camex/MDIC, os investimentos globais vinculados aos 217 novos ex-tarifários somam US$ 6,62 bilhões, enquanto os valores relacionados à importação de equipamentos são de US$ 519 milhões. Ainda de acordo com o comunicado, a maior parte dos investimentos relacionados às duas novas resoluções vêm dos setores de geração de energia (65,67%), ferroviário (19,60), petróleo (2,71%), agroindústria (2,68%) e siderúrgico (2,13%). Os itens com o imposto reduzido podem ser conferidos no Diário Oficial da União (leia aqui).

Com as novas provações, a Camex já concedeu, em 2013, 908 ex-tarifários que integram projetos de investimentos de US$ 9,7 bilhões e representam US$ 2,49 bilhões em importação de equipamentos.

EX-TARIFÁRIOS

O regime de ex-tarifário, criado no ano passado sob a Resolução nº 17/2012 da Camex, consiste na redução temporária da alíquota do imposto de importação de bens de capital ou bens de informática e telecomunicação na Tarifa Externa Comum do Mercosul, quando não houver produção nacional.

Com o regime, o objetivo do governo é tornar viável o aumento de investimentos, possibilitar o incremento da inovação tecnológica em diferentes segmentos e gerar o efeito multiplicador de emprego e renda sobre diferentes setores da economia. A concessão do regime é dada por meio da Camex após parecer do Comitê de Análise de Ex-Tarifários (Caex).



Tags: Camex, imposto de importação, comércio exterior, MDIC, bens de capital.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência