Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Internacional | 11/03/2013 | 18h06

PSA Peugeot Citroën montará veículos no Cazaquistão

Modelos Peugeot 301, 3008, 508 e Partner serão produzidos a partir de junho deste ano

REDAÇÃO AB

A PSA Peugeot Citroën assinou um acordo com a Agromash Holding para a montagem e venda de automóveis e comerciais leves no Cazaquistão, durante a Comissão Mista Econômica Anual França-Cazaquistão, que está reunida em Paris. De acordo com comunicado divulgado na segunda-feira, 11, os primeiros modelos a serem produzidos serão os Peugeot 301, 3008, 508 e Partner, com início das operações previsto para junho deste ano. O grupo não divulgou o valor do investimento na nova unidade.

Na primeira fase, a capacidade de produção será de 4 mil unidades por ano, informa a PSA Peugeot Citroën, que projeta vendas acima de 10 mil unidades nos próximos anos. O projeto deve gerar 300 empregos na França e 150 no Cazaquistão. Além dos modelos montados localmente, a Peugeot planeja importar o 408, produzido na fábrica do grupo em Kaluga, na Rússia.

Para o diretor geral da PSA Peugeot Citroën na Rússia, Bernd Schantz, o projeto no Cazaquistão é uma etapa importante para o desenvolvimento da marca na Comunidade dos Estados Independentes (CEI).

“De fato, a CEI, assim como a Ásia e a América Latina, é uma região de desenvolvimento prioritário para o grupo. Com este acordo, a PSA Peugeot Citroën vai ampliar e diversificar sua presença na região, graças a uma base industrial reforçada, ao serviço de suas filiais na Rússia e na Ucrânia, assim como de seus importadores no Azerbaijão, na Bielorrússia e na Moldávia.”



Tags: PSA Peugeot Citroën, montagem, França, Cazaquistão.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência