Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Internacional | 08/03/2013 | 17h25

Fábrica do Mini, em Oxford, fará 100 anos neste mês

Unidade começou com modelo ''Bullnose'' em 1913 e montou carros ingleses de várias marcas

REDAÇÃO AB

A fábrica de Oxford onde é montado o Mini fará 100 anos em 28 de março. O primerio carro montado no local foi um Morris Oxford “Bullnose”, criado por William Morris. O carro ganhou esse apelido (nariz de boi) por causa de um detalhe de latão em volta do radiador. A produção inicial era de 20 unidades semanais, mas o negócio se expandiu rapidamente e ao longo dos 100 anos saíram dali 11,65 milhões de automóveis.

Atualmente, a fábrica tem 3,7 mil colaboradores, que fabricam até 900 Mini por dia. O volume total do novo carro (surgido em 2001, veja adiante) já passou de 2,25 milhões. Segundo a mondadora, há um grande investimento em curso para novas instalações dedicadas à próxima geração do carro.

Nas décadas seguintes ao início da produção do Bullnose foram montados carros de marcas inglesas reconhecidas como MG, Wolseley, Riley, Austin, Austin Healey, Mini, Vanden Plas, Princess, Triumph, Rover e Sterling. A fábrica também montou veículos Honda, além do Mini. Em vários estágios de sua história também fabricou aeronaves, ambulâncias e veículos militares.

Durante os anos 1960, a indústria chegou a ter 28 mil funcionários produzindo uma extraordinária variedade de modelos. Em 1994, como resultado da globalização, tornou-se parte do Grupo BMW. Hoje, Oxford produz o Mini em diferentes versões de carroceria. Os investimentos em curso incluem mil novos robôs.

ALGUNS MARCOS NA HISTÓRIA DA FÁBRICA:

Morris Oxford “Bullnose”, 1913-1926
Primeiro carro de William Morris ficou conhecido como Bullnose (nariz de boi) por causa de um detalhe de latão ao redor do radiador. Foi o carro mais vendido na Inglaterra em 1924.

Morris Minor, 1928-1932
Um carro pequeno e acessível, que deu popularidade à fabricante Morris.

Morris Minor, 1948-1971
Grande passo à frente em dirigibilidade, frenagem e espaço, o carro foi desenhado por Alec Issigonis. Foi o primeiro automóvel britânico a passar de um milhão de unidades vendidas.

Mini, 1959-1968
O Mini foi outra criação revolucionária de Alec Issigonis. O carro disseminou o conceito de motor transversal e tração dianteira, que redefiniu a construção de carros pequenos. É de longe a configuração mais presente nos automóveis atuais. Segundo a montadora, 5.387.862 veículos do modelo original foram produzidos.

Novo Mini, 2001-2006
Depois de a Volkswagen ter aberto caminho com seu New Beetle nos anos 1990, o Mini também encontrou espaço para ressurgir, maior e com acabamento mais elaborado. Em 2002 recebeu opção conversível. Diferentemente no Mini clássico, o novo carro superou as expectativas de vendas desde o início.

Mini, 2006 até os dias atuais
Redesenhada, a segunda geração do modelo ficou mais espaçosa e recebeu maior número de componetes de alumínio para redução de peso e novos motores a gasolina fabricados pela BMW em Birmingham. Está entre os primeiros automóveis a utilizar a tecnologia Start-Stop, que desliga e religa o motor no anda-para do tráfego pesado para economizar combustível e reduzir emissões.

A gama de versões aumentou bastante de 2006 para cá com a chegada do Clubman, do cupê esportivo de dois lugares, do Roadster, do Clubvan e do conversível.



Tags: Mini, Oxford, William Morris, MG, Wolseley, Riley, Austin, Austin Healey, Mini, Vanden Plas, Princess, Triumph, Rover, Sterling, Alec Issigonis, Clubman, Clubvan.

Comentários

  • bruno scupino

    meira curiosidade das marcas que rodavam no cairo egito, é meu pai era um tecnico mecanico das marcas austin,hilman,rover etc..não sei se é possivel apenas para me recordar e tiveram as fotos dos carros acima e outros da epoca,que haviam tantos da marca inglesa no egito grato bruno scupino

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência