Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Internacional | 06/03/2013 | 19h47

Toyota faz reforma e Brasil terá um chairman

Mudanças envolvem todas as regiões do mundo

REDAÇÃO AB

A Toyota anunciou na quarta-feira, 6, a sua maior reformulação administrativa desde que o descendente da família fundadora da empresa, Akio Toyoda, assumiu a presidência em 2009. As medidas abrirão a maior fabricante mundial de automóveis para diretores de fora da empresa, pela primeira vez nos 76 anos de história da companhia, na tentativa de acelerar a mudança de gestão das fileiras de executivos e da tomada de decisão da organização. As mudanças atingem também o Brasil, que terá um novo executivo, Steve St. Angelo, que assume a posição de chairman da empresa no País e, baseado em São Paulo, também será CEO das operações para América Latina (exceto México) e Caribe.

Angelo vai trabalhar ao lado de Shunichi Nakanishi, que continua na presidência da Toyota Mercosul, com as mesmas responsabilidades nas operações do Brasil e da Argentina. Não houve alterações no restante do corpo diretivo da subsidiária brasileira.

O presidente Akio Toyoda, que divulgou pessoalmente as mudanças em Tóquio, no Japão, durante uma conferência de imprensa, disse que a reorganização foi elaborada para melhorar a capacitação da companhia em lidar com o crescimento sem comprometer seus valores fundamentais de alta qualidade e serviço ao cliente, o que foi colocado em risco no início do mandato de Toyoda durante um recall massivo.

Ele anunciou a saída de alguns membros do conselho, bem como a nomeação de outros, como Takeshi Uchiyamada como presidente. Uchiyamada é conhecido como o pai do Prius e é visto como uma força condutora de inovação técnica que cumpre as necessidades dos tempos. Toyoda disse que continuará no conselho e no cargo de presidente global da companhia.

Entre os diretores de fora da Toyota que foram nomeados para integrar o conselho está Mark Hogan, ex-executivo da General Motors (foi presidente da GM Brasil), que já comandou uma joint venture entre a GM e a Toyota, quando conheceu Toyoda e se tornou amigo pessoal dele.

A montadora anunciou também mudanças de cargos executivos nas suas companhias filiadas na América do Norte e na América do Sul, que entrarão em vigor em 1º de abril. É o caso de Steve St. Angelo, atual diretor da Toyota na América do Norte e que também responde por engenharia e manufatura, que será o chairman da companhia no Brasil e CEO para América Latina e Caribe.

A empresa também criará quatro unidades de negócios globais, divididas por atividade e região: Lexus International, responsável por todas as operações da Lexus no mundo, Toyota 1, que abrangerá operações na América do Norte, Europa e Japão; Toyota 2, com responsabilidade sobre Ásia, incluindo China, Oriente Médio, Ásia Oriental, Oceania, África, América Latina e Caribe, e por fim uma Unidade Central que agrupará as operações de engenharia e desenvolvimento técnico para as áreas de transmissão, motores e outros componentes. Para cada unidade será nomeado um vice-presidente que se reportará diretamente ao presidente Toyoda.

Todas as mudanças administrativas no conselho serão votadas em uma reunião geral anual de acionistas da montadora, que será realizada em junho.



Tags: Toyota, administração, Akio Toyoda, presidente, conselho de administração.

Comentários

  • Paulo Melara

    Com as mudanças na diretoria da Toyota, com certeza os concessionários da marca no Brasil, esperam um desenvolvimento mais acelerado, pois com mais de 50 anos no país e por ser a 1ª fábrica fora do Japão, o market share da marca é muito pequeno, perto da magnitude da marca Toyota, e do mercado brasileiro, o 4° mudial. Está certo que com um governo que não oferece confiabilidade, as ações sejam pensadas e repensadas,porém, as outras marcas principalmente as grandes, VW, GM, Ford e Fiat, vem driblando as dificuldades e marcando seu território há muitos anos. Será que novo CEO da Toyota já se perguntou porque esta participação é tão pequena ???

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência