Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado | 01/03/2013 | 18h49

Vendas nos Estados Unidos avançam 8%

Foram vendidas 2,23 milhões de unidades no 1º bimestre

REDAÇÃO AB

As vendas de veículos nos Estados Unidos cresceram 8% no primeiro bimestre na comparação com igual período do ano passado, para 2,23 milhões de unidades, impulsionadas pela maior disponibilidade de crédito, baixas taxas de financiamentos, novos produtos e demanda reprimida.

As principais montadoras observaram alta nas vendas nos dois primeiros meses do ano, com destaque para a General Motors, que entregou 419 mil unidades, alta de 11% sobre igual período do ano passado. A Ford, com 361,1 mil veículos vendidos, viu os negócios saltarem 15%, seguida pela Chrysler, com alta de 9%, para 256,7 mil unidades, das quais 5,6 unidades são da Fiat. A Toyota, terceira do ranking, atrás apenas de GM e Ford, fechou o bimestre com a venda de 324,1 mil veículos nos Estados Unidos, crescimento de 14%.

“Apesar dos preços de gás subindo, tempestades de inverno graves e preocupações sobre o orçamento federal, fevereiro foi uma boa indicação da força global do mercado”, disse Bill Fay, vice-presidente e gerente geral da Toyota.

Outras japonesas como a Honda registrou aumento de 4% nas vendas do primeiro bimestre, para 201,6 mil unidades, enquanto na Nissan as entregas recuaram 3%, para 180,5 mil unidades. Entre as alemãs BMW, Daimler e Volkswagen, apenas a BMW manteve o nível de vendas do ano passado, 45,9 mil unidades. As outras duas tiveram aumento de 16% e 9%, respectivamente, para 48,1 Daimler e 88 mil Volkswagen.



Tags: Vendas, Estados Unidos, General Motors, Ford, Chrysler, Fiat, Toyota.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência