Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Negócios | 15/01/2013 | 14h57

Mercedes-Benz confirma estudos de fábrica no Brasil

Subsidiária brasileira entrega à matriz plano de investimento em planta para fazer automóveis

REDAÇÃO AB

O presidente global da Mercedes-Benz, Dieter Zetsche, confirmou que a empresa mantém estudos para voltar a produzir automóveis no Brasil. Segundo reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, o executivo disse que a subsidiária brasileira incluiu em seu plano de investimentos entregue à matriz a proposta de fábrica local.

“Queremos muito ter uma fábrica local”, disse Zetsche durante a apresentação do sedã médio CLA, no Salão de Detroit, Estados Unidos, que abriu as portas à imprensa na segunda-feira, 14. O modelo é cotado para estrear uma futura linha de montagem no Brasil.

De acordo com a reportagem, embora não haja definição do prazo sobre a fábrica, a resposta é esperada para este semestre.

BMW

Durante o evento, o membro do conselho da BMW, Ian Robertson, informou que as obras de terraplenagem da fábrica que será construída em Santa Catarina devem iniciar nas próximas semanas. O executivo confirmou que os modelos eleitos para a produção brasileira serão os sedãs da família Série 3 e os utilitários X1, X3 e X5.

A montadora, que anunciou a construção de sua fábrica no Brasil em outubro passado (leia aqui) prevê iniciar as operações da unidade em 2014.



Tags: Mercedes-Benz, fábrica, Dieter Zetsche, CLA, Salão de Detroit.

Comentários

  • Telmo Baiar

    Me orgulho de ter uma fábrica da Mercedes-Bens no Brasil, pois adimiro esta marca desde criança! Insvestimentos em tecnologia trazem desenvolvimento para o Estado e maior satisfação para os consumidores. Telmo Baiar

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência