Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Conjuntura | 12/12/2012 | 19h10

Tendências Consultoria: economia deve crescer 3,2% em 2013

Para a consultoria, inflação permanecerá no patamar de 5,6% e Selic em 7,25%

PAULO RICARDO BRAGA, AB

O Brasil alinha-se aos países da nova América Latina, dando adeus ao populismo e registrando uma ordem política virtuosa. Assim Maílson da Nóbrega, economista e ex-ministro da Fazenda, analisou o momento atual do País, durante palestra a quatro centenas de associados da Andap, Associação Nacional dos Distribuidores de Autopeças, na quarta-feira, 12, na sede da Fecomércio, em São Paulo. Ele destacou, ainda, durante o almoço de confraternização da entidade, que vivemos uma democracia em alto grau, temos um judiciário independente, imprensa livre e independente, uma sociedade intolerante à inflação, disciplina de mercado e, afinal, somos uma nação previsível, capaz de detectar e corrigir erros.

Para o também sócio-diretor da Tendências Consultoria, há uma nova política econômica em jogo, endossada pela legitimidade da presidente Dilma Rousseff. Nesse novo quadro, o Banco Central é mais tolerante à inflação e promove juros baixos. Há uma expansão do crédito por parte dos bancos oficiais, trazendo alguma preocupação para eventual inadimplência no tocante a empréstimos da Caixa Econômica Federal. A política econômica inclui também uma “contabilidade criativa” para cumprir metas fiscais e desonerações tributárias tópicas. A taxa de câmbio pode ser considerada fixa, com uma banda rígida de variação.

Nóbrega considera, ainda, que existe controle de preços para cumprimento das metas de inflação e uma privatização envergonhada na área de infraestrutura. O protecionismo, segundo ele, está de volta. Como resultado há incertezas, com mais intervenções. A inflação fica teimosamente fora da meta. A reforma tributária fica mais difícil. Ele considera que o País vive um novo período de baixa produtividade na indústria, enquanto se caracteriza pelo baixo crescimento. “Mas nada disso leva a um risco da situação desandar”, afirmou, observando que 2013 será momento de grande teste para as novas políticas econômicas.

PROJEÇÕES

As projeções da Tendências Consultoria para o fechamento do ano e em relação a 2013 foram apresentadas por Maílson da Nóbrega ao final da palestra. São as seguintes, correspondentes a este ano e ao próximo:

Avanço do PIB:
2012 - 0,8% 2013 - 3,2%
Inflação
2012 - 5,6% 2013 - 5,6%
Desemprego
2012 - 5,6% 2013 - 5,4%
Massa salarial real
2012 - 4,9% 2013 - 4,7%
Juros (Selic)
2012 - 7,25% 2013 - 7,25%
Taxa de câmbio
2012 - US$ 1 = R$ 2,10 2013 - US$ 1 = R$ 2,20
Balança comercial
2012 - R$ 18,5 bilhões 2013 - US$ 15 bilhões



Tags: Andap, Fecomércio, Tendências Consultoria, PIB, Maílson da Nóbrega.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência