Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Conjuntura | 30/11/2012 | 14h35

Mantega: novas medidas de estímulo serão anunciadas

Ações serão voltadas para financiamentos

AGÊNCIA BRASIL

Apesar de considerar abaixo do esperado, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, declarou na sexta-feira, 30, na capital paulista que está satisfeito com o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 0,6% no terceiro trimestre (analistas esperavam de 1% a 1,2%), em comparação com os três meses anteriores, divulgado também na sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) - leia aqui. No entanto, confirmou que novas medidas de estímulo estão sendo preparadas.

“A taxa não foi tudo aquilo que esperávamos, mas estamos na direção certa”, avaliou. Mantega anunciou que o governo federal, como forma de continuar estimulando a economia, tomará novas medidas de incentivo. Segundo ele, essas medidas serão no âmbito do financiamento. O anúncio oficial deve acontecer nos próximos dias. “Vamos deixar para a próxima semana”, disse.

Mantega salientou que a reação da economia brasileira durante os últimos trimestres reflete a recuperação de todos os setores econômicos. Porém, o crescimento do terceiro trimestre foi aquém do esperado. “Não foi tão alto quanto esperávamos. Nenhum analista previu um crescimento inferior a 1%”. Mantega referia-se às cerca de 40 consultorias que realizaram previsões a respeito do PIB.

De acordo com ele, o crescimento de 0,6% foi puxado pelo setor de agronegócios, que obteve crescimento de 2,5%. “Foi um bom resultado. Isso reflete que esse setor vai ter um recorde na produção de grãos”, avaliou.

A surpresa nos dados do IBGE, para o ministro, foi o desempenho do setor de serviços, que representa mais de 60% do PIB nacional. “A sua variação afeta o PIB e teve crescimento zero”, disse. Para o quarto trimestre, o ministro prevê um crescimento de 1% na economia e, para o próximo ano, o PIB deverá crescer 4%.



Tags: Guido Mantega, PIB, economia, financiamentos.

Comentários

  • Anderson Barros da Silva

    Boa tarde a todos, recebo diariamente essas newsletters e uma coisa me preoculpou: Após a queda dos juros, notou-se que o sistema bancário automaticamente restringiu o crédito, ou seja, os financiamentos estão cada vez mais dificeis de serem aprovados. Quando o governo anuncia que fará açoes de incentivo ao financiamento, a que ele se refere? Att, Anderson

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência