Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Financeiras | 22/11/2012 | 18h22

GM recompõe 100% de seu braço financeiro

Comprou operações de financiamento de veículos do GMAC por US$ 4,2 bilhões

CAMILA FRANCO, AB

A General Motors decidiu recompor 100% de seu braço financeiro, vendido quase que em sua totalidade em 2008, por causa da crise que quase levou a companhia à falência. Na quinta-feira, 22, a empresa anunciou que sua subsidiária GM Financial está comprando todas as operações de financiamento de veículos da Ally Financial (no Brasil conhecida como Banco GMAC) na América Latina, Europa e China (mercados que compreendem 80% das vendas globais da GM).

A transação custará US$ 4,2 bilhões, dos quais US$ 2 bilhões serão injetados pela holding GM Company na GM Financial, para financiamento da aquisição, que deve ser concluída em meados de 2013, depois de passar por aprovações regulatórias em cada país envolvido.

Jaime Ardila, presidente da GM América do Sul, explica que a subsidiária GM Financial foi formada pela companhia, a partir da compra da financiadora America Credit, em 2010, para criar capacidades de financiamento nos Estados Unidos e, mais recentemente, no Canadá. Agora, com a adição da carteira da Ally, a GM Financial será capaz de fortalecer suas vendas de veículos, com financiamento direto a clientes e concessionários no Brasil, México, Colômbia, Chile, China, Alemanha, Reino Unido, França, Itália, Bélgica, Suécia, Suíça e Áustria.

“Esta é uma prova da consolidação financeira da GM e fecha seu ciclo de recuperação”, afirma Ardila. O executivo diz que o GMAC poderá melhorar a oferta de serviços aos clientes e aumentar a sua competitividade no mercado. “As negociações ainda estão sendo realizadas. O próximo passo será definir novos serviços a serem oferecidos para os concessionários e clientes finais.”

O presidente do Banco GMAC no Brasil, David Brinkman, acredita que a novidade ajudará a trabalhar mais próximo da GM e, sobretudo, aumentar a carteira de financiamentos. Em 2012, segundo ele, o GMAC financiou 29% das vendas de varejo da GM Brasil. Em valor, comprou US$ 1,6 bilhão em contrato de janeiro a setembro. “Com a transação, a fatia de participação do GMAC deve crescer”, declara Brinkman, confiante, mas sem arriscar quanto. “A participação da Chevrolet nas vendas financiadas totais de veículos no Brasil atualmente é de 42%. O objetivo é ficar acima desses 42% com a mudança”, destaca Ardila.

PATRIMÔNIO X DÍVIDA

Como resultado da aquisição, o patrimônio da subsidiária GM Financial vai dobrar para aproximadamente US$ 33 bilhões (atualmente é de US$ 16,3 bilhões). A recompensa implica, no entanto, em um aumento de dívida de US$ 12 bilhões para US$ 27 bilhões. Segundo o presidente Ardila, é esperado com o negócio acréscimo no lucro anual da companhia de US$ 300 a US$ 400 milhões.



Tags: GM, GM Financial, GMAC, Ally Financial, Jaime Ardila, David Brinkman.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência