Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Hyundai inaugura Piracicaba e já busca mais capacidade
Vista aérea da fábrica em Piracicaba: soldagem, pintura e montagem com grande índice de automação.

Indústria | 09/11/2012 | 20h27

Hyundai inaugura Piracicaba e já busca mais capacidade

Investimento aumentou em US$ 100 milhões

PEDRO KUTNEY, AB | De Piracicaba (SP)

O investimento inicial de US$ 600 milhões, anunciado em 2010, aumentou para US$ 700 milhões dois anos depois, quando a linha de produção ficou pronta. O segundo turno de trabalho, previsto para entrar em atividade a partir de janeiro de 2013, teve de começar três meses antes. A produção esperada no último trimestre do ano, em torno de 20 mil unidades, foi ampliada para 26 mil. Mesmo assim, será suficiente para atender somente a metade dos pedidos, que já somam 50 mil desde que o carro começou a ser vendido, em 10 de outubro, formando filas de espera que vão até março. Assim, atropelada pelo próprio sucesso, a Hyundai inaugurou oficialmente na sexta-feira, 9, sua fábrica no Brasil, em Piracicaba, interior de São Paulo, onde já estava produzindo o hatch HB 20 desde o dia 20 de setembro.

“Estamos cientes que temos muita demanda pelo carro e vamos nos esforçar para produzir o máximo possível”, disse Yong Gil Hyun, diretor comercial da Hyundai Motor Brasil. “Não vamos fazer ampliações, mas já fazemos estudos para elevar a capacidade com atuação em alguns gargalos”, admitiu Eugênio Césare, gerente geral de produção da fábrica. Segundo ele, o ritmo atual é de 34 veículos por hora. O potencial hoje é de 150 mil carros por ano com dois turnos de trabalho. Com a adoção do terceiro turno poderia chegar a algo em torno de 220 mil/ano.

Acionar o terceiro turno é uma decisão difícil de tomar, pois se o mercado esfriar vão sobrar empregados. Contudo, pode ser inevitável, já que o volume de trabalho tende a aumentar no horizonte próximo. O HB 20 é só o primeiro carro a ser feito em Piracicaba. Em janeiro de 2013 começa a ser produzido o HB 20X, uma versão “aventureira” do hatch, já mostrada no Salão do Automóvel de São Paulo em outubro passado. Em março chega o modelo sedã.

Por enquanto, 1,8 mil empregados trabalham nas instalações que ocupam 69 mil metros quadrados. No terreno de 1,39 milhão de metros quadrados há espaço de sobra para expansões. Em 2013 o contingente chegará a 2 mil funcionários. Outras 3 mil pessoas estão empregadas nos nove fornecedores estratégicos instalados dentro da área do complexo industrial. São todas empresas coreanas nas quais a Hyundai tem participação societária em diferentes níveis. Além destes, a fábrica de Piracicaba é abastecida por outros 21 fornecedores no País.

A cadeia de suprimentos montada em torno da operação é responsável por 75% das compras produtivas da Hyundai no Brasil, segundo Césare. Apesar de o motor e câmbio do HB 20 ainda serem importados da Coreia, de acordo com o executivo o índice de nacionalização do modelo é alto o suficiente para atender as exigências do novo regime automotivo, o Inovar-Auto, e assim escapar da sobretaxação do IPI. Contudo, Césare não soube informar o conteúdo importado dos conjuntos e sistemas entregues já montados pelos principais fornecedores.

“O investimento da Hyundai reflete as boas condições oferecidas pelo Brasil”, destacou o ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel, durante a cerimônia de inauguração oficial da fábrica. Pimentel lembrou que o empreedimento teve financiamento do BNDES e reforçou a posição do governo, de atrair a fabricação local de veículos com mais tecnologia, segurança e economia de combustível. “Esta empresa traz esses atributos para a indústria nacional”, disse o ministro.

FÁBRICA MODERNA

Hyundai
Em Piracicaba a Hyundai usa sistema de distribuição de peças automatizado: depois de abastecidos com os componentes (direita), os carrinhos automáticos acompanham o carro (esquerda) na linha de montagem.

A fábrica brasileira da Hyundai é a sétima da montadora fora da Coreia e a primeira de controle próprio na América Latina – a operação de Anápolis (GO), inaugurada em 2007, monta carros da marca sob contrato e pertence ao Grupo Caoa. Em Piracicaba, a Hyundai construiu uma unidade moderna e altamente produtiva, com grande índice de automação e verticalização.

Facilitou o fato de boa parte do maquinário ser fornecido pelo próprio Grupo Hyundai, que também fabrica robôs, prensas de grande porte, equipamentos industriais e muitos dos sistemas de informática. Até mesmo a terraplanagem e as fundações da fábrica foram feitas com máquinas de construção da Hyundai. Some-se a isso os nove fornecedores pertencentes à companhia. Assim, quase tudo que se vê nas linhas é feito ou tem participação do Grupo Hyundai.

Dá para apostar que a fábrica de Piracicaba é atualmente a mais automatizadas do País. Na estamparia, as operações das quatro prensas Hyundai é totalmente robotizada, estampando 17 tipos de peças ao ritmo de 637 por hora. A soldagem das carrocerias é feita bem ao lado, o que facilita o transporte das partes. E lá também 100% das atividades são executadas por robôs, todos Hyundai.

A pintura, também robotizada, ganha tempo com o sistema denominado 3-wet (“três molhados”), em que primer, tinta-base e verniz são aplicados em um único processo. “É um sistema pioneiro no Brasil e o mais moderno que utilizamos no mundo”, conta Césare. As tintas são à base de água e não há emissões de solventes na atmosfera.

A montagem final usa um produtivo sistema de suprimentos, em que 60% de todas as peças são levadas à linha de forma sequenciada por carrinhos automatizados, os AGVs (Automated Guided Vehicles), que rodam na fábrica sozinhos, guiados por trilhas magnéticas no chão. Cada AGV é abastecido com as peças especificadas para um veículo que ele vai seguir na linha. “Isso agiliza o processo e reduz os erros de operação”, diz Césare.

Em ritmo acelerado, tudo parece funcionar bem na Hyundai de Piracicaba, mas em velocidade abaixo do que gostariam os ansiosos futuros clientes do HB 20.



Tags: Hyundai, fábrica, Piracicaba, investimento, HB 20.

Comentários

  • Vinícius Antunes

    Bom dia!! E para encaminhar meu Curriculum??? Vejo várias ampliações do setor automobilístico em solo nacional e não encontro vagas e contatos para tal. Att, Vinícius Antunes

  • Camila Franco

    Vinicius, acesse www.automotivebusiness.com.br/carreira para cadastrar seu currículo.

  • Camila Franco

    Vinicius, acesse www.automotivebusiness.com.br/carreira para cadastrar seu currículo.

  • fadri

    Gostaria de saber se a versao do hb 20x estará desponivel para taxistas.?

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência