Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Crédito | 09/11/2012 | 14h59

Anef: inadimplência aponta tendência de retração

Entidade mantém otimismo sobre o índice mesmo após alta de setembro

REDAÇÃO AB

O índice da inadimplência nos contratos de financiamentos de veículos (atrasos a partir de 90 dias) subiu de 5,9% em agosto para 6% em setembro. Ainda assim, a Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras (Anef), mantém otimismo sobre o índice nos próximos meses e aponta que deve seguir tendência de retração. Os dados de outubro ainda não foram divulgados.

Segundo o presidente Décio Carbonari, a explicação para a manutenção do otimismo refere-se ao fato do novo perfil de público que entra na carteira de financiamento de veículos, selecionado a partir das medidas cautelosas dos bancos, que ajustaram suas políticas de liberação de crédito em 2011.

“A carteira de crédito é formada por clientes incorporados até 40 meses atrás e este público mais selecionado começou a fazer parte há pouco mais de um ano. Com o passar do tempo, estes clientes com renda maior vão aumentar sua participação dentro do montante, enquanto o público anterior que possuía uma renda menor e que realizava seus financiamentos em prazos maiores (até 60 vezes) deixará de participar da carteira”.

A taxa média de juros também oscilou. O índice praticado pelos bancos das montadoras em setembro, com 1,28% ao mês contra 1,30% de agosto.

Já a soma dos saldos das carteiras de veículos, incluindo CDC e leasing, fechou setembro em R$ 203,5 bilhões, 0,5% menor que agosto e crescimento de 2,5% quando comparado com igual mês do ano passado. Este saldo correspondeu a 9,1% do total de crédito do sistema financeiro nacional e 4,7% do PIB, estimado em R$ 4,3 trilhões. O crédito utilizado para veículos respondeu por 28,9% do total destinado à pessoas físicas no Brasil em setembro.

O CDC continua como a modalidade mais utilizada para adquirir veículos: em setembro respondeu por 51% dos financiamentos contra 50% de mesmo período de 2011. Pagamentos à vista foram 39%, consórcios, 8%, e leasing, 2%. Os planos contratados no mês em questão tiveram prazo máximo de 60 meses. A média ficou em 40 meses frente média de 42 meses registrada há um ano.



Tags: Anef, inadimplência, crédito, financiamento, CDC, leasing, Décio Carbonari.

Comentários

  • Luciano Santos

    Caros amigos,vocês esquecem de contabilizar muitos contratos que estão na justiça como o meu que pagaram retorno nas operações e pagamentos para terceiros que aguardam decisão da justiça.Não seriam inadimplentes caso as taxas fossem honestas e ainda imbutiram este tal de retorno ou TAC abusivos para pagar os acordos com as lojas e concessioárias.Isso é BRASIL... Luciano J. B. Santos Sorocaba-SP

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência