Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Trabalho | 11/09/2012 | 20h40

Mercedes-Benz e sindicato fecham acordo para manter empregos em SBC

Empresa terá semana menor sem redução de salários

REDAÇÃO AB

Como assegurado pelo vice-presidente de RH da Mercedes-Benz do Brasil, Fernando Fontes Garcia (leia aqui), a fabricante, que enfrenta queda brusca na produção por causa da nova legislação de emissões Proconve P7, que tornou caminhões e ônibus mais caros, começou a adotar medidas para evitar as demissões em sua fábrica de São Bernardo do Campo.

Nesta terça-feira, 11, a montadora e o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC fecharam acordo para manter os 13 mil postos de trabalho na unidade até 31 de janeiro de 2013. Até esta data, segundo comunicado do próprio sindicato, a empresa adotará a chamada semana reduzida, com quatro e não cinco dias de produção. Não haverá redução de salário nesse período mesmo com a redução da jornada de trabalho. E as concessões de reajuste salarial, de qualquer natureza, ficarão congeladas para todos os trabalhadores.

Além disso, o acordo também prorroga por um mês o lay off (programa de suspensão temporária de contrato de trabalho) para os trabalhadores contratados por tempo indeterminado. O prazo passa de 17 de novembro para 17 de dezembro.

Segundo Sérgio Nobre, presidente do sindicato e secretário-geral da CUT, a decisão foi tomada depois de realizada assembleia com sete mil empregados no dia 3 de setembro. "Havia um clima de intranquilidade e insegurança dentro da fábrica. A medida anunciada hoje tranquilizará os trabalhadores porque garante que não haverá demissões até fevereiro do ano que vem. E também é um sinal muito positivo de confiança na retomada da produção de caminhões e da economia no ano que vem", conclui.



Tags: Mercedes-Benz, Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, São Bernardo do Campo, Sérgio Nobre.

Comentários

  • eric

    bom agente sabe que e um grande passo para novas negociaçao mas medidas boas sao criadas com ideias e eu tenho uma ideia o governo federal deixa de cobra imposto da planta de sbc com incentivo ao emprego tendo acordo com a empresa ......ai estaria a garantia de empregos dos trabalhadores das mntadoras e auto peças do abc

  • Leandro

    Tudo isso é muito bom,ver o esforço que estão fazendo para manter os empregos das pessoas...Más e aqueles que estão com os contratos com prazos determinados como ficam??? Na hora de aprovar algumas coisas todos são funcionários iguais,más pra outros casos só somos contratados...está claro o privilégio para os funcionários efetivos,sendo que os contratados não deixam nada a desejar para outros funcionários da empresa....Obrigado

  • Raimundo

    Foi muito boa as medidas tomadas,agora ficou bom com as Vendas para a China.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência