Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Trabalho | 11/09/2012 | 19h20

Metalúrgicos: mais manifestações em São Paulo

Reajuste salarial mobiliza trabalhadores do Estado

MÁRIO CURCIO, AB

Após a paralisação organizada pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC na segunda-feira, 10, as manifestações de trabalhadores do setor continuaram nesta terça-feira, 11, pelo Estado de São Paulo, e terão desdobramentos na semana. Na região de Campinas, trabalhadores das empresas Mabe, CAF e Complexo Maxion, em Hortolândia; Villares, em Sumaré; e TMD, em Indaiatuba participaram, com a Intersindical, de protestos contra o Acordo Coletivo Especial apresentado pelo Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo (SP) com o apoio da Central Única dos Trabalhadores (CUT).

As manifestações e paralisações continuam pela quarta-feira, 12, e quinta-feira, 13, nas regiões de Campinas, Limeira e Santos. A campanha salarial também mobiliza os trabalhadores. Os metalúrgicos de Campinas, Limeira, Santos e São José dos Campos (com data-base em 1º de setembro) reivindicam 12,86% mais cláusulas sociais.

Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de Campinas e Região, a pauta de reivindicações foi entregue aos sindicatos patronais no mês passado, mas as propostas apresentadas têm-se limitado ao INPC, com exceção das montadoras, que ofereceram 2% de ganho real (em São José dos Campos, o ganho real conquistado pelos trabalhadores da GM foi de 2,7%; leia aqui).

Diante do impasse, a categoria intensificou as mobilizações. A possibilidade de paralisação não está descartada, já que no dia 3 foi protocolado Comunicado de Greve para as empresas dos setores de autopeças, máquinas e eletroeletrônicos, fundição, estamparia e montadoras.

MANIFESTAÇÕES LIGADAS À FEM

A Federação dos Sindicatos de Metalúrgicos da CUT/SP (FEM) vem mobilizando desde a semana passada trabalhadores do Estado. A entidade reivindica reajuste salarial de 8% (5,39% referentes à inflação nos últimos 12 meses e 2,5% de aumento real). Os sindicatos filiados iniciaram mobilizações e protestos em Cajamar, Itu, Salto, São Carlos, Taubaté e Sorocaba. Na maioria dessas cidades já ocorre o estado de greve.

No dia 10, em Sorocaba, houve protesto de duas horas e meia em frente à Wobben. Nesta cidade ocorreu assembleia na zona industrial, reunindo cerca de 2 mil trabalhadores. Metalúrgicos da Tecsis, Flextronics, Grupo ZF (ZF do Brasil, ZF Lemforder, ZF Sistemas), Syl, Grupo Schaeffler (Ina, Fag, Luk), YKK, SPF, Scherdel, Johnson Controls e Gerdau Araçariguama participaram da manifestação.

Neste dia 11, a produção foi afetada nas empresas Hurth Infer e Arthur Klink. Em Pindamonhangaba ocorreram atrasos nas entradas de turno da Novelis.



Tags: Metalúrgicos, ABC, sindicato, Mabe, CAF, Hortolândia, Sumaré, Campinas, CUT, São Bernardo do Campo, GM, São José dos Campos, Limeira, Campinas, Santos, FEM, Sorocaba, ZF, Grupo Schaeffler, Ina, Fag, Luk, YKK, SPF, Scherdel, Johnson Controls, Gerdau Araçar.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência