Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Negócios | 17/08/2012 | 00h33

Grupo dos 20 promete mais lucratividade às concessionárias

Programa da Fenabrave traça diagnósticos de oportunidades para o setor

CAMILA FRANCO, AB

É possível destravar todo o potencial de lucratividade de uma concessionária? Na concepção de Diego Alvarez, diretor do programa Grupo dos 20 da Fenabrave, a resposta é sim. Com um porém: “Desde que se tenha uma ferramenta gerencial que aponte o que está funcionando bem e o que ainda precisa ser feito como melhoria na unidade. O objetivo do Grupo dos 20 é disponibilizar essa ferramenta”, declara Alvarez.

O especialista explica que são três os principais fatores de mudanças no mercado de distribuição de veículos brasileiro: a tecnologia, que está mais avançada, tem diminuido o tempo de reparo de veículos e, consequentemente, gerado lucro menor; o aumento da concorrência, que faz com que os serviços sejam melhores; e os próprios clientes, que, bem informados, estão mais exigentes.

“Impedir que a tecnologia se desenvolva e que os concorrentes cheguem ao mercado é impossível e inadmissível. O que resta é fidelizar os consumidores através de rapidez e competência nos serviços e do bom preço. Os concessionários que querem ser competitivos tem de compreender e satisfazer as necessidades dos seus clientes monitorando as operações”, afirma.

Mas como? Alvarez diz que além de ter essa percepção do que os consumidores esperam, é necessário, na prática, implementar a tal ferramenta de gerenciamento dos negócios. “O mercado mudou e requer maior controle. As concessionárias, que prestam diversos tipos de serviços, das vendas ao pós-vendas, incluindo novos e usados, tem de olhar para cada uma dessas áreas de atuação como centros de lucros independentes.”

Com base nessa conclusão, ele explica que foi trazido em 2011 o programa Grupo dos 20 pela Fenabrave para o Brasil, fruto de uma parceria com a National Automobile Dealers Association (NADA), entidade que representa os concessionários dos Estados Unidos e oferece a ferramenta de gerenciamento há mais de 50 anos naquele país.

Alvarez comenta: “A maioria das nossas concessionárias usa demonstrativo financeiro para analisar os resultados. Apenas com essa análise, no entanto, não é possível saber, mesmo estando no azul, o quanto poderia ser melhor. Precisa-se de ferramentas para fazer comparativos com outras concessionárias para traçar metas de benchmark. Daí a importância do Grupo dos 20, que reúne cerca de 20 concessionários, de regiões diferentes, através de uma plataforma on-line da NADA, para apresentar uns aos outros seus números e traçar diagnósticos de oportunidades.”

Atualmente, segundo o executivo, mais de 80% dos negócios das concessionárias brasileiras dependem da venda de carros novos, enquanto a área de pós-vendas tem uma participação pequena no lucro. Já nos Estados Unidos há um mix maior das operações: 60% dependem das vendas de novos, 30% da comercialização de usados e os 10% restantes são do pós-vendas.



Tags: Diego Alvarez, Fenabrave, Grupo dos 20, concessionárias.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência