Automotive Business
  

Notícias

Ver todas as notícias

Segurança | 31/07/2012 | 10h27

Kawasaki realiza recall para moto Ninja 250R

Possibilidade de parada repentina do motor motivou a convocação de unidades a partir de 2009

REDAÇÃO AB

A Kawasaki Motores do Brasil Ltda. convoca proprietários do modelo Ninja 250R, o mais vendido da marca no Brasil, para substituição gratuita do kit do sensor de queda. Os agendamentos para substituição dos componentes começam nesta terça-feira, 31. A fabricante informa ter constatado deficiência no isolamento contra vibrações do sensor de queda, componente montado em um suporte e fixado no quadro da moto.

Em alguns casos, tais vibrações podem ser interpretadas pelo sensor como uma queda da moto, causando a parada repentina do funcionamento do motor com a motocicleta em movimento, trazendo risco de acidente. Segundo a fabricante, não houve relatos de acidente no Brasil como consequência desse problema.

Informações adicionais podem ser obtidas pelo site www.kawasakibrasil.com, na rede de concessionárias ou pelo SAK, Serviço de Atendimento Kawasaki, em horário comercial. Os telefones são (11) 4422-9309 para a Grande São Paulo e 0800 773-1210 para demais localidades.

VEJA ABAIXO A RELAÇÃO DAS MOTOCICLETAS ENVOLVIDAS

Ninja 250R 2009, de JKAEXMK1*9DA13933 até JKAEXMK1*9DA21095 (importadas);
Ninja 250R 2010/11, de 96PEXBK1**FS00001 até 96PEXBK1**FS10690 (nacionais);
Ninja 250R 2012, de 96PEXBK1*CFS00001 até 96PEXBK1*CFS03388 (nacionais).

*Este caractere varia de unidade para unidade.



Tags: Kawasaki, Ninja 250R, sensor de queda, SAK, recall, convocação.

Comentários

  • Iago

    Bom, Eu tenho essa moto desde 2009,Importada ainda, E nunca deu defeito, é necessário ir na Concessionária fazer a Substituição da peça?

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência