Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Autopeças | 05/07/2012 | 15h23

Déficit na balança de autopeças atinge US$ 1,85 bilhão

Alta foi de 22,9% ante igual período de 2011

REDAÇÃO AB

Dados do relatório da balança comercial de autopeças de maio de 2012 apresentaram crescimento de 1,5% nas exportações e 8,8% nas importações em relação ao mesmo mês do ano passado. No acumulado dos quatro primeiros meses do ano, o déficit da balança foi de US$ 1,85 bilhão, avançando 22,9% na comparação com igual período de 2011. Em relação aos últimos 12 meses, o déficit atingiu US$ 5 bilhões. As informações são do Sindipeças.

Nos dados por macrorregião, o maior crescimento das importações é proveniente de Ásia e Oceania, com 15,7% em comparação com o mesmo período de 2011. Em relação às exportações, a atenção ficou para a redução das vendas de autopeças brasileiras para a macrorregião da América do Sul, com queda de 0,5%.

Segundo o Sindipeças, as exportações para a América do Sul apresentaram participação de 46,8% no acumulado de janeiro a abril de 2012. Porém, no confronto com o mesmo período de 2011, houve decréscimo de 0,45%. Os maiores crescimentos ficaram com a Ásia e a Oceania e com a América Central e Caribe, com 18,5% e 16,3%, respectivamente.

No acumulado de janeiro a abril de 2012, as importações avançaram 10,46% quando comparadas com o mesmo período de 2011. A região da África apresentou o maior decréscimo, de 17,8%. O maior crescimento das importações é proveniente da Ásia e Oceania, com 15,7% na comparação com o mesmo período de 2011. No site do Sindipeças (clique aqui você encontra informações detalhadas sobre a entrada e saída de componentes automotivos.



Tags: Déficit, balança comercial, autopeças, Sindipeças.

Comentários

  • Tarcizio W. Souza

    Como comentário sobre Importação e Exportações de AUTO PEÇAS, é ridículo comentar a disparidade verificada nos números, entre 2011 e 1º semestre de 2012. Ocorre que não temos capacidade de enfrentar os preços dos importados, pelo único motivo de custos gerais de produção nas empresas. É impossivel competir desta forma. Nossos governantes não perceberam ainda, que os deficits não são somente de dinheiro. Estamos exportando empregos que nos deram muito trabalho para conquistar. Creio que o desemprego na área de AUTO PEÇAS, já tenham ultrapassado o bom senso na desindustrialização. Estamos voltando à ser o pais de suprimentos alimentares, isto é, vendemos alimentos para importar automóveis e afins.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência