Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Leves | 19/06/2012 | 22h26

Citroën também mostra sedãs para emergentes

C4 L e C-Elysée serão lançados na China e Rússia

PEDRO KUTNEY, AB

Assim como faz a marca-irmã Peugeot (leia aqui), agora foi a vez de a Citroën apostar em um sedã para mercados emergentes. Ou melhor, dois: o C4 L, mais luxuoso, e o C-Elysée, ambos fabricados sobre a plataforma do C4, que na Europa só existe sob a forma de hatch médio – ao contrário da América Latina, onde desde 2007 a marca vende o sedã C4 Pallas, fabricado na Argentina.

Em comunicado distribuído à imprensa no início da noite da terça-feira, 19, a empresa afirma que ambos os modelos foram desenhados para “mercados internacionais de rápido crescimento, como países do Mediterrâneo, Rússia e China”, dentro da estratégia de internacionalizar a marca. A Citroën informa que ambas as versões serão lançadas com o apelo de marketing de carros espaçosos, sofisticados e relativamente baratos pelo que oferecem. O lançamento na China está previsto para o fim deste ano e, em 2013, na Rússia.

A Citroën justifica a cartada citando números de mercado, destacando que os sedãs derivados de carros da plataforma C (médios) representam atualmente o maior segmento automotivo do mundo, com 20 milhões de unidades vendidas em 2011, ou cerca de um terço de todos os veículos de passageiros comprados no ano passado. Os modelos três-volumes são 43% do mercado russo e 79% do chinês.

Por enquanto, nada se fala de fabricar ou vender os novos sedãs C4 na América Latina, já que atualmente este mercado é coberto pelo C4 Pallas. Contudo, assim como deverá acontecer em 2014 com o Peugeot 301 (leia aqui), o C4 L e/ou o C-Elysée seriam evoluções naturais para substituir o Pallas no Brasil e outros mercados latino-americanos.



Tags: Citroën, C4 L, C-Elysée, sedã, Peugeot, 301, mercado, emergentes.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência