Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Negócios | 23/04/2012 | 16h17

Volkswagen assina contrato para nova fábrica na China

Unidade receberá investimento de € 170 milhões

Automotive Business

Em primeiro plano, Angela Merkel, Martin Winterkorn e Wen Jiabao (foto, divulgação)

Redação AB

Nesta segunda-feira, 23, o presidente do Grupo Volkswagen, Martin Winterkorn, e representantes da chinesa Saic Motor Corporation assinaram em Wolfsburg, Alemanha, o contrato para construção de uma nova fábrica em Urumqi, capital da província de Xinjiang, na China Ocidental. A cerimônia teve também a presença da chanceler alemã Angela Merkel e do premier chinês Wen Jiabao.

A planta implicará um investimento € 170 milhões. A partir de 2015, produzirá até 50 mil veículos por ano. A Volkswagen informa que irá favorecer o desenvolvimento de fornecedores no entorno da unidade. “Esperamos um forte crescimento nas regiões rurais da China no futuro. Juntamente com seus parceiros, a VW quer aumentar sua presença por lá”, disse o presidente e CEO da Volkswagen na China, Karl-Thomas Neumann.

Tanto Angela Merkel como Wen Jiabao ficaram impressionados com a tecnologia aplicada no Golf Blue-e-Motion, versão elétrica do hatch Volkswagen. Na foto, eles seguram cabos para recarga do veículo. A China é o maior mercado da VW, onde foram vendidos 2,26 milhões de veículos em 2011. As duas joint ventures naquele país, Shanghai-Volkswagen e FAW-Volkswagen, investirão € 14 bilhões até 2016, com ênfase no desenvolvimento de novos produtos e expansão da capacidade de produção.



Tags: Wen Jiabao, Angela Merkel, Wolfsburg, Volkswagen, VW, fábricva, Martin Winterkorn, Urumqi, Xinjiang, Golf Blue-e-Motion.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência