Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado e Negócios | 13/02/2012 | 18h32

Fiesp quer que montadoras comprem mais peças da Argentina

Entidade quer aumentar o equilíbrio da balança comercial entre os dois países

Flávia Albuquerque, Agência Brasil

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Flávia Albuquerque, Agência Brasil

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, informou na segunda-feira, 13, que a entidade vai se reunir com as montadoras de automóveis instaladas no Brasil para estimular o setor a comprar mais autopeças da Argentina. Esse foi um dos resultados da reunião que Skaf teve com o embaixador da Argentina no Brasil, Luis Maria Krecler, na sede da entidade.

O objetivo do encontro foi planejar um evento em Buenos Aires no mês de abril para mostrar a competitividade atual do país e estimular as vendas de produtos argentinos no Brasil. “Estamos elencando todos os produtos com potencial de produção da Argentina e que o Brasil pode comprar, mas, no momento, está comprando de outros [países]”, explicou Skaf.

De acordo com o executivo, o Brasil precisa comprar mais da Argentina. “Não há nada de ruim em vender bastante para a Argentina, porém, a busca de um equilíbrio maior no comércio é necessária. Estamos observando que, desde 2005, o Brasil tem registrado consecutivos superávits na balança comercial com a Argentina”. No ano passado, o saldo positivo chegou a US$ 5,8 bilhões.

Skaf falou também sobre a necessidade de o importador argentino apresentar ao Fisco daquele país uma declaração a respeito de tudo o que pretende comprar de outros países. Ele disse que, quando esteve em Buenos Aires, recebeu a garantia de que o objetivo da medida, que entrou em vigor no início de fevereiro, não é prejudicar o comércio com o Brasil. “O prazo do governo argentino é 15 dias para a solução desse problema. Demos um voto de confiança”.

O embaixador da Argentina no Brasil, Luis Maria Krecler, assegurou que o governo dele não tem metas para a redução do déficit comercial com o Brasil. Sobre a medida imposta pela Casa Rosada aos importadores argentinos, Krecler assegurou que a regra não tem a intenção de prejudicar o Brasil. “É uma medida de melhor supervisão das importações de todo o mundo, não só do Brasil. Não vamos falar de demora quando recém estamos implementando isso”.



Tags: Fiesp, autopeça, argentina, compra, montadora, balança comercial.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência