Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Política e Legislação | 10/02/2012 | 14h38

Revisão de acordo automotivo com México sem avanço

Governos retomam negociações no fim do mês

Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Redação AB

A primeira rodada de negociações para reaver as condições atuais do acordo automotivo entre Brasil e México terminou sem avanço. Representantes de ambos os governos, que estavam reunidos desde terça-feira, encerraram na quinta-feira, 9, as discussões pela busca de soluções do Acordo de Complementação Econômica nº 55 (ACE-55), que permite o comércio de peças e carros sem barreiras alfandegárias entre os dois países. O impasse surgiu a partir do déficit da balança comercial registrada em 2011 desfavorecendo o Brasil na importação e exportação de automóveis com o México.

Segundo comunicado do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC) divulgado nesta sexta-feira, 10, as reuniões “contribuíram para o esclarecimento de pontos relevantes a respeito da evolução e das perspectivas do relacionamento comercial bilateral no setor automotivo”. Na quinta-feira, o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, declarou que o encontro era apenas o estágio inicial para uma renegociação e que as discussões ocorriam em nível técnico (leia aqui).

Ainda de acordo com a nota do MDIC, uma nova rodada de encontros, também em nível técnico, está marcada para o fim deste mês, entre os dias 28 e 29, na capital Cidade do México. “Os países estão empenhados em buscar solução satisfatória que atenda os interesses das duas partes”, informa o ministério.



Tags: Acordo automotivo, MDIC, ACE-55, México.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência