Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Tecnologia e Engenharia | 23/01/2012 | 16h53

Luz orgânica estreia em automóveis

Basf e Philips criam módulos de teto para iluminação interna

Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Redação AB

A Philips e a Basf desenvolveram novo conceito de iluminação em veículos: as empresas inovaram a tecnologia OLED (diodo emissor de luz orgânica, na sigla em inglês) e a transformaram em módulos para aplicação no teto dos automóveis. A OLED conta com uma fonte de luz de 1,8 milímetro que fica transparente quando desligada e que fornece luz para o interior do veículo quando acionada. A tecnologia já é utilizada em outras aplicações, como a fabricação de TVs.

O conceito de OLED para aplicação em veículos faz parte do programa OLED 2015, iniciativa do Ministério Federal de Educação e Pesquisa da Alemanha (BMBF). As empresas participam do programa desde 2006, a Basf contribui com o desenvolvimento de materiais orgânicos, como pigmentos, utilizados na fabricação de OLEDs pela Philips.

“Ao mesmo tempo em que gera energia durante o dia e ilumina à noite, a Oled permite que o motorista tenha uma sensação de estar ao ar livre”, afirma em nota o responsável pela OLED e Orgânicos Fotovoltaicos da área de negócios futuros da Basf, Felix Görth.

"Esse projeto fornece inúmeras possibilidades com OLEDs e ilustra o potencial da tecnologia para potencializar a criação de aplicações inovadoras de iluminação que melhoram a vida das pessoas", ressalta o gerente geral de OLED da Philips Lighting, Dietrich Bertram.



Tags: Basf, Philips, luz orgânica, OLED, iluminação.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência