Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado e Negócios | 21/12/2011 | 12h56

China pode ser o 2º maior mercado de carros de luxo

Região deve superar a Alemanha ainda este ano

Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Redação AB

Com rápido crescimento das vendas de carros de luxo, a China deve tomar o lugar da Alemanha como segundo maior mercado mundial do segmento, atrás apenas dos Estados Unidos. A expectativa é que a região emplaque 939 mil veículos premium este ano, com expansão de 39% sobre 2010. Já no país europeu serão vendidas 914 mil unidades, segundo informações apuradas pela agência Automotive News Europe.

A previsão é de que o abismo cresça no próximo ano com a continuidade da expansão das vendas de automóveis de luxo na China, para cerca de 1,09 milhão de unidades, e interrupção do avanço na Alemanha. A recuperação da economia dos Estados Unidos impulsionará crescimento próximo de 18% na região, para cerca de 1,65 milhão de carros premium.

Com a crise financeira na Europa, as marcas passaram a depender ainda mais da demanda chinesa. A Audi conta com os bons resultados no país, onde é líder, para alcançar o objetivo de passar a BMW até 2015 e tornar-se a maior fabricante mundial do segmento. Este ano, as companhias reduzirão ao máximo as férias nas fábricas para atender a região. BMW e Mercedes-Benz deverão parar por apenas uma semana entre o Natal e o Ano Novo. Já a Audi interromperá a produção nas unidades europeias por duas semanas.



Tags: carros de luxo, China, Alemanha, Audi, BMW, Mercedes-Benz.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência