Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Combustíveis | 09/12/2011 | 21h32

Renovação de canavial: crédito do Banco do Brasil se esgota

Procura por financiamento foi maior do que era esperado pelo banco

Agência Estado

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Agência Estado

A rapidez com que se esgotou uma linha de crédito do Banco do Brasil voltada para a renovação de canaviais revela como o setor está faminto por financiamentos. “Os empréstimos saíram que nem pão quente. Fizemos 981 operações, o que mostra que há uma oferta reprimida bem grande”, resumiu o gerente executivo da diretoria de agronegócios da instituição, João Pinto Rabelo Junior.

De acordo com o gerente, desde junho foram captados R$ 145 milhões para esse fim. “Esta é uma quantia grande para o pouco espaço de tempo. Saiu bem rápido, mais do que esperávamos. Afinal, o ano nem acabou”, considerou. “Só não fizemos mais contratos porque não tínhamos mais funding”, acrescentou. A fonte dos recursos é a parte dos depósitos à vista que precisa obrigatoriamente ser direcionada para a agricultura (28%).

A linha disponibilizada pelo BB, que também pode ser encontrada em outras instituições financeiras, é de R$ 1 milhão por tomador, mas exclusiva para produtores pessoas físicas. O financiamento conta com juros de 6,75% ao ano e pagamento em cinco anos, com prazo de carência de 18 meses.

Demanda de pessoas jurídicas

Rabelo Junior salientou, porém, que a maior demanda por esse crédito é de pessoas jurídicas. Por isso, produtores não entendem por que, até agora, um empréstimo também divulgado no Plano Safra 2011/2012 ainda não saiu do papel. O crédito é similar ao das instituições financeiras para esse fim e seria ofertado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Até o momento, no entanto, os recursos não foram disponibilizados para os produtores. “A grande vantagem da linha do BNDES é a de que seria voltada para pessoas jurídicas.”

O diretor técnico da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), Antonio Padua Rodrigues, mostrou pessimismo com a liberação de crédito para o financiamento de renovação de canaviais por parte do governo. Para uma plateia formada por representantes das principais usinas e grupos sucroalcooleiros do País, em Piracicaba (SP), Padua afirmou que a renovação dos canaviais das companhias segue bancada por elas próprias; e ratificou: “Dinheiro público para isso só mesmo para a safra 2013.”



Tags: Banco do Brasil, crédito, etanol, biocombustível, cana-de-açúcar, canavial, plantação.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência