Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado e Negócios | 28/11/2011 | 20h32

Venda de máquinas e equipamentos importados cresce 10% em 2011

Volumes ainda são menores do que os registrados em 2008

Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Redação aB

Os associados da Abimei, entidade que reúne os importadores de máquinas e equipamentos industriais, preveem encerrar este ano com faturamento de US$ 2,4 bilhões, volume 10% superior ao registrado em 2010. Apesar da expansão, a organização alerta que o setor ainda não recuperou o nível de antes da crise financeira de 2008 e que a alta ficou abaixo da projeção do início do ano, de crescimento de 15% a 20%.

A associação destaca que houve uma redução no ritmo dos negócios a partir de outubro. As vendas ao setor automotivo de uma forma geral, que absorve cerca de 70% dos equipamentos importados pelas empresas da entidade, permaneceram estáveis. Apesar disso, houve impacto sobre os fabricantes de autopeças, afetados pela importação de componentes.

A Abimei defende que o aumento do IPI para carros importados é uma volta ao passado mas admite que a medida, junto com a exigência de conteúdo regional mínimo de 65% nos veículos, pode trazer resultados positivos para a cadeia de fornecedores da indústria automobilística. Para a entidade, os reflexos poderão ser sentidos no próximo ano.

A associação ressalta, no entanto, que o governo ainda deve ao setor uma política para reduzir o custo Brasil, com desoneração de impostos para investimentos em meios de produção e melhorias da infraestrutura e das condições logísticas do País.

Diante do cenário econômico incerto no exterior, a entidade prefere não divulgar projeções para 2012. Para o economista da Tendências Consultoria, Maílson da Nóbrega, as perspectivas para o próximo ano não são animadoras. Em palestra durante o Congresso Fenabrave, realizado entre 23 e 25 de novembro, o ex-ministro da Fazenda disse que o PIB brasileiro deve avançar 3,7% no próximo ano mas que o setor de bens de capital não acompanhará este ritmo.



Tags: máquinas e equipamentos, Abimei, venda, faturamento, mercado.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência