Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Elétricos e híbridos | 14/11/2011 | 19h05

Renault apresenta as versões elétricas do Fluence e Kangoo

Na Europa, preços serão semelhantes aos das versões a diesel

Giovanna Riato, AB

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Giovanna Riato, AB
De Lisboa, Portugal


A Renault apresentou na Europa o Fluence e Kangoo Z.E. (zero emissão), os primeiros de uma linha completa de veículos elétricos. Os modelos serão produzidos nas fábricas da Turquia e França, respectivamente. No primeiro ano as plantas deverão montar de 30 mil unidades de cada, mas têm flexibilidade para aumentar ou diminuir este volume, já que produzem também as versões a combustão.

As vendas começam em ritmo acelerado. Metade da produção anual prevista para o Kangoo já foi encomendada para frotas do governo francês. A empresa garante ainda que há negociações avançadas com outras companhias, principalmente da área de transportes, que serão divulgadas em breve. A Renault espera que apenas 20% dos emplacamentos do Kangoo sejam feitos por pessoas físicas. No caso do Fluence essa projeção aumenta para 30% do volume total comercializado.

Com descontos e incentivos fiscais, os preços dos veículos ficam próximo aos de versões a diesel com a mesma cilindrada. O Kangoo e o Fluence Z.E. custarão entre € 20 mil e € 22 mil para os clientes. Os valores do utilitário e do sedã variam de acordo com a legislação de cada país.

Na Espanha há desconto de € 5 mil para modelos elétricos, na França de € 6 mil. Já Dinamarca e Noruega não cobram impostos de automóveis com a tecnologia. Junto com o preço equilibrado, a Renault garante que há redução próxima de 20% nos custos de utilização, com gastos menos expressivos com abastecimento e manutenção.



Poucas mudanças

O sedã tem autonomia de até 185 quilômetros e o utilitário de cerca de 170 quilômetros. As diferenças dos modelos Z.E. sobre as versões a combustão são sutis. No Fluence há pequenas mudanças nas lanternas traseiras e aumento de 13 centímetros entre-eixos, para acomodar a bateria. Apesar de mais longo, o carro perdeu um bom espaço no porta-malas, que foi reduzido de 530 litros para apenas 317 litros.

Os veículos zero emissão são diferenciados ainda pelo logotipo na cor azul e pela inscrição Z.E. na tampa traseira. O painel de instrumentos ganhou informações sobre autonomia e pontos de recarga. Completamente silenciosos, os modelos receberam a indicação "Go" no painel, que mostra ao motorista quando estão ligados e prontos para partir.

A fabricante defende que a tecnologia elétrica dos veículos representa um ganho ambiental mesmo se todo o ciclo de geração da energia for considerado. Se o carro rodar com energia de usina nuclear ele emitirá cerca de 12 gramas de dióxido de carbono por quilômetro.

Caso os automóveis sejam abastecidos com energia produzida em usina de carvão mineral, a pior das hipóteses, as emissões devem ficar em torno de 120 gramas por quilômetro rodado. O número ainda é inferior as cerca de 160 gramas por quilômetro que um veículo a combustão gera, considerando a produção e refino do petróleo para transformá-lo em gasolina.

Bateria alugada

Para derrubar a insegurança dos clientes com modelos de propulsão elétrica, a Renault vai oferecer garantia total de cinco anos e alugar a bateria dos veículos. Por enquanto, o componente não será vendido na Europa e terá o ciclo de vida administrado pela montadora desde a produção até a reciclagem.

A empresa espera que, após ser utilizada por entre oito e dez anos nos carros, as baterias possam ser reaproveitadas em paineis solares, por exemplo, e depois recicladas. O aluguel custará € 72 por mês para o Kangoo € 82 por mês para o Fluence. O valor abrange uma assistência para a bateria em qualquer situação, desde falta de abastecimento até defeitos no componente.



Tags: Renault, Fluence, Kangoo, Z.E., elétrico, bateria, recarga.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência