Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado e Negócios | 09/11/2011 | 14h40

Lucro líquido da GM cai 12% no terceiro trimestre

Na América do Sul, período registrou US$ 44 milhões de prejuízo operacional

Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


GM, General Motors, terceiro trimestre, Daniel Ammann, Jaime Ardila Agência Estado

A General Motors (GM) informou nesta quarta-feira, 9, que seu lucro líquido no terceiro trimestre de 2011 caiu 12% na comparação com o mesmo período do ano passado, de US$ 2 bilhões (US$ 1,20 por ação) para US$ 1,7 bilhão (US$ 1,03 por ação). Mesmo assim, o resultado superou as estimativas dos analistas, que previam lucro de US$ 0,96 por ação. É o sétimo trimestre seguido de lucro da companhia.

O trimestre não foi bom, contudo, para a porção da companhia situada na América do Sul, que registrou prejuízo operacional de US$ 44 milhões. No acumulado do ano, A GM South America ainda registra lucro operacional de US$ 103 milhões. Esse resultado, no entanto, está 83,46% abaixo do alcançado em igual período de 2010, quando o lucro operacional na América do Sul já atingia US$ 623 milhões, e com uma produção de veículos 4,99% menor que a deste ano. O presidente da GM na América do Sul, Jaime Ardila, justificou os números: “O resultado está totalmente relacionado aos maiores investimentos e gastos no Brasil para o lançamento de novos produtos.”

A montadora também perdeu participação de mercado. No terceiro trimestre de 2010 a companhia tinha 19,8%, que baixou para 18,7% nos mesmos três meses deste ano. No período janeiro-setembro de 2010 essa fatia era de 20% e caiu para 18,9% nos mesmos nove meses deste ano.

O lucro líquido da General Motors no acumulado do ano foi de US$ 8,465 bilhões, alta de 77,6% na comparação com o mesmo período de 2010. A receita da GM no terceiro trimestre subiu 7,62%, para US$ 36,7 bilhões. A companhia afirmou que perdeu US$ 105 milhões no período com hedge cambial. A unidade na América do Norte teve lucro de US$ 2,2 bilhões, com aumento nas vendas, forte redução nos custos e os consumidores pagando mais por carros e caminhões. Mas no restante do mundo as operações da companhia foram prejudicadas pelas turbulências econômicas.

“Nós obviamente precisamos trabalhar para fazer com que a rentabilidade em outras partes do mundo chegue onde nós queremos”, comenta o diretor financeiro Daniel Ammann. “Estamos trabalhando para tornar essas áreas dos nossos negócios sustentáveis”, acrescenta.

Na unidade europeia, o prejuízo foi reduzido à metade, para US$ 292 milhões no terceiro trimestre. Mas a companhia disse hoje que não vai conseguir atingir a meta de zerar o prejuízo este ano.

A unidade de operações internacionais, que inclui China, Índia e Rússia, teve lucro de US$ 365 milhões, ante US$ 516 milhões no terceiro trimestre de 2010. A companhia afirma ter aumentado a rentabilidade na China, mas os resultados em outros países foram prejudicados, com consumidores comprando veículos mais baratos e também por causa de prejuízos em razão do câmbio.

Texto atualizado às 18h20.



Tags: GM, General Motors, terceiro trimestre, Daniel Ammann.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência