Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Caminhões e Ônibus | 27/10/2011 | 07h07

CEO da MAN sinaliza avanço em caminhões leves

Operação brasileira deve tornar-se a maior do grupo

Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Paulo Ricardo Braga, AB

Georg Pachta-Reyhofen, presidente mundial da MAN, afirmou nesta quarta-feira, 26, durante o jantar em comemoração aos 30 anos de atividade da MAN América Latina, promovido no Golden Hall do WTC, em São Paulo, que a operação brasileira deve tornar-se em breve a maior do grupo no mundo, com capacidade para montar até cem mil veículos comerciais por ano. O executivo disse também que a empresa produzirá em Resende, RJ, em 2012, veículos extrapesados com a marca MAN e prepara-se para avançar no segmento de caminhões leves. “Vamos introduzir progressivamente motores MAN em toda a linha produzida em Resende”, observou.

O encontro teve a presença de quase mil convidados, incluindo membros do governo, especialmente do município de Resende, clientes, fornecedores e concessionários. Na abertura, o CEO da MAN América Latina, Roberto Cortes (foto), lembrou os bons momentos da operação brasileira, que registra também 15 anos de atividade da fábrica de Resende, abrigando o consórcio modular, e lidera as vendas de caminhões há nove anos consecutivos.

A MAN Latin America promove o que chama de “maior programa de investimento em seus trinta anos de história na região”. A iniciativa envolve aporte de € 400 milhões (cerca de R$ 1 bilhão) de 2012 a 2016 no desenvolvimento de produtos e expansão da capacidade na fábrica de Resende. A operação brasileira da MAN passou por três ciclos de investimentos expressivos entre 1995 e 2011, que somaram R$ 3 bilhões.

"Estamos muito otimistas em relação ao futuro. Projetamos avanço de dois dígitos ao ano, depois de crescer 16% ao ano em uma década. Nesse ritmo precisaremos de infraestrutura adicional", afirmou Cortes a Automotive Business. Nada menos de R$ 150 milhões irão para os novos caminhões MAN, começando pelo TGX. Mas há uma grande novidade, ainda sob sigilo, confiada a um grupo chefiado por Paulo Alleo, diretor de engenharia brasileiro, que atua na Alemanha e está empenhado na criação de nova família de veículos semileves, acima de 3,5 t.

Cortes enfatizou durante o jantar na quarta-feira que o powertrain da MAN ganhará maior flexibilidade com tecnologias híbridas na área de combustíveis, combinando diesel, biodiesel, etanol e GNV, além de diesel de cana criado pela norte-americana LS9. Haverá sistemas hidráulicos para recuperação de energia em frenagem.

Referindo-se à projeção de avanço dos motores MAN na produção em Resende, o vice-presidente da Cummins Latin America, Luis Pasquotto, disse a Automotive Business que “há espaço para todos, já que a demanda local será elevada”. Ele torna-se o principal parceiro da MAN no suprimento de motores P7 às linhas de montagem em Resende, em 2012, enquanto a MWM deixa de equipar com seus propulsores os novos veículos P7 e passa a realizar a manufatura dos motores MAN na fábrica de Santo Amaro, em São Paulo.

Wilson Brício, presidente da ZF América do Sul, destacou os avanços da empresa nos fornecimentos à MAN com o desenvolvimento de caixas de transmissão automatizadas. Com sede em Sorocaba, SP, a empresa avalia novo investimento no País para elevar a produção de transmissões e caixas de câmbio para ônibus e caminhões.



Tags: MAN, Volkswagen, Cummins, ZF, caminhões, ônibus, transmissões, motores.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência