Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Meio Ambiente | 27/09/2011 | 17h38

Montadoras longe da eficiência energética no Brasil

Conclusão é de estudo do Instituto de Defesa do Consumidor

Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Redação AB

Apesar do potencial dos combustíveis alternativos nacionais, os veículos comercializados no Brasil não têm compromisso com eficiência energética. A conclusão é de pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) com as 11 marcas que mais venderam carros no primeiro semestre deste ano: Citroën, Fiat, Ford, Chevrolet, Honda, Hyundai, Nissan, Peugeot, Renault, Toyota e Volkswagen.

As empresas respondem por cerca de 70% do CO2 gerado no transporte. O estudo apontou que as montadoras não divulgam informações claras sobre a eficiência energética dos veículos, como o rendimento do combustível e o nível de emissão de poluentes. A postura no País é contrária à adotada pelas empresas em outros mercados.

O Idec destaca ainda que, entre as montadoras consultadas, nenhum carro possui selo de eficiência energética. Mesmo as marcas que participam do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV) não divulgam a classificação dos seus veículos. Para ter acesso a esta informação, o consumidor precisa acessar o site do Inmetro, que coordena o programa.

O mesmo acontece com a Nota Verde, iniciativa do Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores (Proconve). A intenção é classificar os automóveis em relação aos níveis de emissões mas as informações, no entanto, não chegam ao consumidor com facilidade. Para ter acesso aos dados é necessário entrar no site do programa.

Obrigatoriedade

A pesquisa buscou informações sobre eficiência energética nos canais de atendimento das empresas, como website e SAC. Além disso, um questionário formal foi enviado para cada montadora. As únicas que responderam foram Honda e Toyota.

O Idec aponta que a mesma pesquisa foi realizada em 2009 e desde então não houve evolução. O instituto reforça que uma postura mais transparente, que siga a adotada em outros países, e a adesão a programas de eficiência energética deveriam ser obrigatórias.



Tags: eficiência energética, consumo, emissão, poluente, veículo, carro, automóvel, Brasil, Idec, pesquisa.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência